NOTÍCIAS

Ciência e Tecnologia 15:49, 22 out 2019 Adubo ecológico de estudante do AP é 1º lugar em Feira Internacional do Paraguai

Adubo ecológico de estudante do AP é 1º lugar em Feira Internacional do Paraguai

Além do 1ª lugar, Laís Ferreira, 11 anos, da escola Santa Maria, também ganhou uma credencial para participar de outra feira internacional, no México.

A estudante e jovem cientista Laís Ferreira, 11 anos, e a professora orientadora Valda Barros, da Escola Estadual Santa Maria, em Macapá, representaram o Brasil no Paraguai, e conquistaram o primeiro lugar, com o projeto adubo ecológico, apresentado na Feira Científica-Tecnológica Mariscal Estigarribia (Fecimar). O evento aconteceu de 16 a 18 de outubro, em Carapeguá.

Além do primeiro lugar geral, o trabalho ganhou uma credencial para ser exposto na Feira Internacional de Innovación Ciência y Tecnologia, no México, no primeiro semestre de 2020. O projeto é apoiado pela Secretaria de Estado da Educação (Seed), Instituto Leva Ciência e Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae/AP).

O adubo ecológico é um fertilizante feito com aparas de lápis e resíduos orgânicos, que é utilizado no solo da horta da Escola Santa Maria. O produto já foi testado e validado pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) do Amapá, e leva cerca de dois meses para ficar pronto para uso.

A produção da horta orgânica é utilizada na merenda escolar, e o que sobra é comercializado entre professores e comunidade escolar. O adubo ecológico já foi premiado na Feira de Ciências e Engenharia do Amapá (Feceap) e na Expo Nacional Milset Brasil, em 2018.

A professora Valda Barros comemorou a premiação na Feira Internacional do Paraguai. “Graças a Deus, Amapá e Brasil bem representados. Ganhamos o primeiro lugar e a credencial para o México. Agora, já vamos viajar para outra feira. O adubo ecológico está com tudo!”, celebrou a orientadora.

Laís e Valda já embarcaram para defender o adubo ecológico na Mostratec Júnior, que iniciou nesta segunda-feira, 21, e segue até 25, na cidade de Novo Hamburgo (RS).


Tags: Ciência e Tecnologia Amapá AP Educação Ambiental