NOTÍCIAS

Ciência e Tecnologia 16:37, 21 out 2019 Alunos amapaenses vão representar o estado na 21ª Jornada de Foguetes no Rio

Alunos amapaenses vão representar o estado na 21ª Jornada de Foguetes no Rio

Estudantes da Escola Risalva Freitas do Amaral foram convidados a participar do evento e embarcam nesta terça-feira, 22.

Alunos de uma escola amapaense participarão da 21ª Jornada Brasileira de Foguetes. O fato é inédito. O evento reúne equipes do ensino médio de vários estados brasileiros e acontece de 22 a 25 de outubro, na cidade de Barra do Piraí, no estado do Rio de Janeiro. A equipe do Amapá embarca para a competição na madrugada desta terça-feira, 22.

Os representantes amapaenses sãos os alunos Luiz Guilherme Souza Almeida, Gabriel Viegas Almeida e Kethlen Gabrielly Pereira de Lemos, da Escola de Gestão Compartilhada Militar Risalva Freitas do Amaral. Além deles, o professor da disciplina Física, Roberto de Carvalho Barros, e o diretor-adjunto da escola, tenente Diego Alves, compõem a equipe amapaense.

De acordo com Diego Alves, incentivar os alunos a atividades extracurriculares tem sido uma das bandeiras defendidas pela gestão compartilhada como forma de oportunizar a participação de competições fora do estado.

“Nossos alunos têm tido destaques em olimpíadas de Matemática, Física e Língua Portuguesa, e agora essa grande oportunidade de levarmos estudantes para fora do estado. O vencedor da competição assegura vaga para representar o país no mundial que será realizado no Catar”, destacou o diretor.

A aluna Kethlen de Lemos, de 16 anos, que sonha em estudar medicina, contou que assim que o projeto foi apresentado os alunos partiram para pesquisa na internet sobre a confecção do foguete e a fórmula de propulsão do equipamento.

“Pesquisamos vários tipos de foguetes e chegamos a este modelo que tem aproximadamente 30 centímetros. Utilizamos garrafas pet na confecção do equipamento e canos de PVC para a base. Isso facilita a montagem e é mais barato. Para a propulsão usamos uma mistura de vinagre com bicarbonato de sódio”, explicou.

Na seletiva realizada na escola o foguete produzido pela equipe de Kethlen conseguiu atingir a distância de 100 metros. Para a competição no Rio de Janeiro os amapaenses esperam superar a marca dos 150 metros.

Para a mãe de Kethlen, Katia Ribeiro, é um momento de felicidade ver a filha participar de um evento dessa magnitude. Ela credita essa oportunidade ao trabalho realizado pelo Corpo de Bombeiros na escola.

“Essa conquista é fruto de um trabalho que vem sendo realizado na escola e que não tem preço. A disciplina, o aprendizado que os alunos recebem na escola, isso merece nosso respeito. Tomara que outras escolas tenham esse mesmo tipo de gestão”, ressaltou.

Sobre a competição

Os amapaenses representarão o estado após receberem convite da organização da Jornada Brasileira de Foguetes. Na competição, vence a equipe cujo foguete conseguir atingir a maior distância.

No Rio de Janeiro cada equipe terá 5 minutos para apresentar seu foguete, explicando detalhes da produção.

Dentre os itens a serem avaliados, estão: acabamento do foguete, originalidade, aerodinâmica. A equipe também será avaliada quanto ao envolvimento de todos os membros, clareza da apresentação e riqueza de detalhes.

“Será, sem dúvida, um momento de grande experiência e realização para nossa equipe. Desde a construção do foguete até a participação em um evento como esse, sonhos são redimensionados, novas potencialidades são despertadas. Trata-se de uma recompensa pelo esforço da equipe. É a educação, de fato, extrapolando os muros da escola”, observou o diretor.


Tags: Ciência e Tecnologia Amapá AP competição nacional de foguetes