NOTÍCIAS

EJA 17:18, 10 jun 2020 Alunos da EJA recebem conteúdo impresso em casa

Foto:

Foram contemplados alunos idosos, com problemas de saúde, sem condições de deslocamento.

A Secretaria de Estado da Educação (Seduc) vem executando uma série de ações para garantir que o estudante da rede pública estadual continue o processo de aprendizagem em casa, mesmo em tempos de pandemia. Quem tem acesso às plataformas digitais e aplicativos, dispõe de uma vasta programação de aulas diariamente via internet, que são transmitidas pelo Programa de Mediação Tecnológica – Canal Educação. Para aqueles que não têm acesso à internet, as escolas fazem a entrega semanal de material pedagógico impresso com conteúdos correspondentes à série do aluno. O estudante que tem algum problema de saúde ou não pode se deslocar recebe o material impresso em casa, seja na zona urbana ou rural.

O Centro de Educação de Jovens e Adultos (CEJA) Professora Maria Rodrigues das Mercês, localizado na zona sul de Teresina, faz esse trabalho de distribuição de material impresso na escola e também na casa dos discentes. Os estudantes da 3ª etapa da EJA são, em sua maioria, idosos e, por fazerem para do grupo de risco para a Covid-19, recebem os conteúdos em casa.

Com 60 anos de idade, Cícera Costa é uma das estudantes do CEJA Professora Maria Rodrigues das Mercês. Recém alfabetizada, ela comemora o fato de poder continuar aprendendo durante o período de aulas remotas, graças a ação da escola em entregar em casa o seu material de estudo. “É muito gratificante ver o trabalho da escola e de toda a equipe que, mesmo com riscos do coronavírus, saem de suas casas para garantir que a gente possa continuar o ritmo de estudos. A minha rotina mudou e agora me divido entre os afazeres do lar e a prática das lições que a escola traz. A minha filha me orienta nos estudos”, disse a aluna.

Para auxiliar as escolas nesse trabalho de impressão e entrega de material pedagógico, a Secretaria de Estado da Educação liberou recursos do Programa de Autonomia, Cooperação e Transparência das Unidades Escolares (Pactue). São R$ 1.490.886,00 a mais para a inclusão de alunos no regime emergencial de aulas remotas.

O CEJA Professora Maria Rodrigues das Mercês, por exemplo, recebeu R$ 5.234 para a execução dessa ação, que atende 80 alunos que não tem acesso à internet e estudam pelo material impresso.

“A Seduc vem ampliando os esforços para garantir que os conteúdos, as aulas, o material impresso, chegue aos nossos alunos de todas as modalidades de ensino. Tudo aconteceu muito rápido, mas todo esse processo vem nos surpreendendo positivamente. Destacamos  o trabalho dos gestores e  professores que com muita garra estão se adaptando, mobilizando equipes, estudantes e buscando sempre a melhor solução para que a educação não pare”, disse o secretário de Estado da Educação, Ellen Gera.


Tags: EJA PI