NOTÍCIAS

merenda 18:03, 7 fev 2018 Alunos do Colégio São José realizam a colheita da mandioca

Aluno Pedro – “Aprendemos a pensar melhor sobre os alimentos que chegam prontos na nossa mesa”. Aluno José Lins – “Cada turma irá preparar um prato tendo a mandioca como nutriente”. Na prática, alunos aprendem sobre a preparação da terra, plantio, adubos e ciclos de produção Professora Zoelia explicou que com o projeto é desenvolvido de forma interdisciplinar “A grande colheita são os alunos que realizam atividades no projeto Ciências do Campo e descobrem afinidades com a área profissional”. Na prática, alunos aprendem sobre a preparação da terra, plantio, adubos e ciclos de produção Na prática, alunos aprendem sobre a preparação da terra, plantio, adubos e ciclos de produção
Foto: Elias Oliveira / Governo do Tocantins

Josélia de Lima/Governo do Tocantins

Alunos da 1ª e 3ª séries do ensino médio do Colégio Estadual São José em Palmas iniciaram, na manhã desta quarta-feira, 7, a colheita da mandioca. A ação faz parte do projeto Ciências do Campo, que está sendo desenvolvido na unidade escolar de forma interdisciplinar.

Na próxima sexta-feira, 9, às 19h, os alunos irão apresentar à comunidade escolarpratos típicos elaborados a partir da mandioca como bolos, mangulão, purê, farofa, mandioca cozida e frita, caldos e beiju. Durante o evento, os estudantes também divulgarão os trabalhos desenvolvidos em sala de aula, e contarão com a presença do cantor Dorivã.

A iniciativa de aproveitar os espaços vazios da escola para plantar hortaliças e tubérculos começou com as campanhas de combate ao mosquito Aedes egypti realizadas pela unidade escolar, no início de 2016. Com o auxílio do professor Bonfim dos Reis Ferreira dos Santos, que leciona Biologia e Química, a escola iniciou as ações de preparação do terreno e plantio. Primeiro, foi plantado milho, e os estudantes acompanharam todo o ciclo do cultivo até a colheita. Em seguida, houve o cultivo de mandioca e batatas.

Lições tiradas da mandioca

A coordenadora pedagógica Zoelia Tavares Costa esclareceu que esses projetos de plantio envolvem professores de História, com análise da influência da mandioca na cultura brasileira; na aula de Química, foram realizados estudos sobre os produtos químicos utilizados para a correção do solo, adubos e os diversos tipos de mandioca. Com o estudo da Biologia, os alunos conheceram a parte nutricional da planta.

O estudante José Lins Souza Lima, 17 anos, aluno da 3ª série do ensino médio, contou que na sala de aula estudou sobre as toxinas da mandioca. “Cada turma irá preparar um prato tendo a mandioca como nutriente. Nós iremos preparar um escondidinho de carne de sol”, disse.

O estudante Pedro Henrique Marinho, 16 anos, da 3ª série do ensino médio, contou que participar da colheita da mandioca é algo novo. “Nasci na cidade, ainda não tinha parado para pensar nas dificuldades das pessoas que cuidam da terra e das plantas. É um trabalho que exige cooperação e esforço. Aprendemos a pensar melhor sobre os alimentos que chegam prontos na nossa mesa”, disse.

A grande colheita

O professor Bonfim destaca a aprendizagem com a realização do projeto. “A grande colheita são os alunos que realizam atividades no projeto Ciências do Campo e descobrem afinidades com a área profissional. Temos 12 alunos de nossa escola que escolheram cursos de Agronomia e Zootecnia, depois do desenvolvimento de nosso trabalho”, contou.

Bonfim ressaltou que as atividades nos espaços de plantação ajudam os alunos e compreenderem melhor disciplinas como a química. “Às vezes, precisamos estudar um elemento químico e aproveitamos o calcário, os adubos com nitrogênio para explicar, de forma prática, conceitos de Química, que de outra forma seria mais difícil de compreender”, enfatizou. 


Tags: TO merenda Seduc TO DRE Palmas Colégio Estadual São José