NOTÍCIAS

Escolas cívico-militares 18:10, 5 dez 2019 Amapá terá duas escolas estaduais cívico-militares a partir de 2020

Amapá terá duas escolas estaduais cívico-militares a partir de 2020

Escolas estaduais Antônio Ferreira Lima Neto e Antônio Munhoz Lopes, ambas em Macapá, foram selecionadas para o programa-piloto do Ministério da Educação.

Por Caroline Mesquita 

O Amapá terá duas escolas cívico-militares já na volta às aulas de 2020. As escolas estaduais Antônio Ferreira Lima Neto e Antônio Munhoz Lopes, ambas localizadas na capital, foram selecionadas pelo Ministério da Educação (MEC) para participar do Programa Nacional das Escolas Cívico-Militares (Pecim).

O programa, instituído pelo MEC em parceria com o Ministério da Defesa, visa fomentar um novo modelo educacional que possibilite elevar a qualidade do ensino por meio de novas aprendizagens e melhores oportunidades aos jovens. Ao todo, 54 escolas públicas do Brasil vão participar do projeto. Cada unidade receberá R$ 1 milhão para o processo de implantação.

Foram priorizadas escolas situadas em regiões de vulnerabilidade social e com baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB). A Secretaria de Estado da Educação (Seed) realizou a consulta em seis escolas estaduais que manifestaram interesse em aderir ao programa. São elas: Antônio Ferreira Lima Neto, Nilton Balieiro Machado, Maria Cavalcante Azevedo Picanço, Antônio Munhoz, em Macapá; Dom Pedro I e Evilásio Pedro de Lima Ferreira, em Mazagão.

Em dezembro o MEC capacitará gestores escolares e coordenadores pedagógicos das 54 escolas cívico-militares escolhidas para apresentação dos pilares do Pecim e orientação sobre a implantação do modelo.


Tags: Amapá AP Escolas cívico-militares