NOTÍCIAS

Distrito Federal 16:29, 11 nov 2020 Caic Castello Branco, do Gama, começa a ser reconstruído

Caic Castello Branco, do Gama, começa a ser reconstruído

Secretaria de Educação já assinou contrato com a empresa responsável pela obra


O Gama vai ganhar um Centro de Ensino Castello Branco reconstruído. O extrato do contrato entre a Secretaria de Educação do DF e a empresa Manc – Manutenção e Construção Eireli, vencedora da licitação, foi publicado nesta terça-feira, 10/11, no Diário Oficial do Distrito Federal. A obra irá gerar 80 empregos diretos e mais 50 indiretos, contribuindo com a economia local.

A escola, localizada no Setor Oeste do Gama, terá 22 salas de aula para meninos e meninas dos anos iniciais do ensino fundamental. Os estudantes vão ter espaço para aulas em dois laboratórios, salão multiuso, salas de leitura, de música e multimídia, ducha infantil, além de vários ambientes para convivência, como pátios cobertos e descobertos,  casa de bonecas e parquinho. Na quadra coberta, vestiários de apoio.

Com o valor do contrato fechado em mais de R$ 10,4 milhões e o prazo de execução da obra previsto para um ano e meio, a empresa deverá entregar uma unidade renovada no terreno de 13.295,865 m² e 5.601,64 m² de área construída com paisagismo, hortas, área verde e reservatórios de água e uma central de gás.

O projeto do Caic também apresenta quatro blocos, sendo um de dois pavimentos e os demais térreos. Uma cozinha industrial, refeitório, banheiros e diversas salas administrativas para a gestão da escola.

A escola vai garantir acessibilidade, com passarelas cobertas, com uma rampa e três escadas, além de um anfiteatro com estrutura adequada. Bem como em volta do lote, com embarque e desembarque para pedestres e veículos. A segurança fica por conta do cercamento de muros e uma guarita logo na entrada.

As instalações do Caic Castello Branco fecharam em 2018. Antes da pandemia do novo coronavírus, os cerca de 300 estudantes estavam realizando as atividades presenciais na Escola Classe 29 do Gama.


Da Redação, Ascom/SEEDF

Tags: DF Distrito Federal #DF