NOTÍCIAS

Ceará 20:40, 28 mai 2021 Ceará avança na imunização e inicia 4ª fase vacinando trabalhadores da Educação a partir deste sábado (29)

Ceará avança na imunização e inicia 4ª fase vacinando trabalhadores da Educação a partir deste sábado (29)

A vacinação contra a Covid-19 segue avançando no Ceará. A partir deste sábado (29), a Secretaria da Saúde do Estado (Sesa) e os municípios cearenses iniciam a Fase 4 do Programa Nacional de Imunização (PNI), começando a aplicar a vacina nos profissionais dos sistemas de Educação público e privado – por ordem decrescente de idade. Para esta etapa, deve ser obedecida uma ordem de prioridades: creches, pré-escolas, ensinos fundamental, médio e profissionalizante, além de Educação de Jovens e Adultos (EJA) e Ensino Superior. O público remanescente das fases anteriores segue sendo agendado e vacinado simultaneamente.

Nesta etapa, além dos trabalhadores da Educação, encontram-se pessoas em situação de rua; funcionários do Sistema de Privação de Liberdade; população privada de liberdade; forças de Segurança e Salvamento e Forças Armadas; e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros. Também pertencem à 4ª etapa de vacinação trabalhadores de transportes metroviário, ferroviário, aquaviário e aéreo; caminhoneiros; trabalhadores portuários e industriais, além de trabalhadores da limpeza urbana e manejo de resíduos sólidos.

Educação

A definição das prioridades e liberação do avanço da vacinação para a 4ª Fase foi orientada, nesta sexta-feira (28), pelo Ministério da Saúde. É reconhecida a relevância social da imunização deste grupo, considerando a necessidade da volta das aulas presenciais de milhões de crianças, sobretudo as que se alimentam nas escolas.

Para consolidar as estratégias de distribuição dos imunizantes (Pfizer, AstraZeneca e CoronaVac) aos municípios, gestores da Sesa, secretários municipais de Saúde e membros dos Ministérios Públicos Estadual, Federal e do Trabalho participaram de reunião extraordinária da Comissão Intergestores Bipartite (CIB) na tarde desta sexta. Ficou pactuado que as aplicações das doses nos trabalhadores da Educação acontecerá no município onde residem.

Os profissionais, inclusive das áreas administrativas, devem fazer o cadastro na plataforma Saúde Digital, da Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), e, quando agendados, apresentar documentação de comprovação de vínculo (contracheque ou carteira de trabalho) e autodeclaração confirmando retorno à atividade presencial após vacinado. O modelo do documento está disponível no Saúde Digital. Nos casos de escolas públicas, também é necessário que as secretarias municipais e estadual da Educação (Seduc) manifestem compromisso institucional de retorno das aulas presenciais tão logo as condições sanitárias permitam.

Também ficou pactuado que, apesar de haver liberação do Ministério da Saúde para o início paralelo da vacinação da população geral, entre 18 e 59 anos, o Ceará vai iniciar a imunização deste público a partir de julho, conforme cronograma previsto.

Pfizer nos 184 municípios

A CIB também acordou a ampliação da distribuição da vacina da Pfizer para os 184 municípios cearenses, uma vez que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou novas condições de armazenamento. Agora, com o imunizante podendo ser conservado em temperatura controlada entre 2ºC e 8ºC por até 31 dias, todo o Ceará receberá as doses de Pfizer que desembarcarem no Estado nas próximas remessas enviadas pelo Ministério da Saúde.

Cadastro no Saúde Digital

Com o avanço nas fases de imunização contra a Covid-19 no Ceará, a população inserida em todas as fases da campanha de vacinação contra a doença deve realizar o cadastro na plataforma Saúde Digital. É importante que os municípios cearenses divulguem a necessidade do autocadastro, já que os cidadãos também têm responsabilidade em viabilizar sua inclusão no sistema. O procedimento pode ser facilitado com o auxílio de Agentes Comunitários de Saúde nos casos em que os usuários tenham dificuldade de acessar meios digitais. Além disso, as prefeituras devem disponibilizar apoio ao cadastramento nos serviços de assistência social das unidades básicas de saúde.

Quem tomou a primeira dose da vacina não precisa fazer novo cadastro para receber o reforço do imunizante. Quem já confirmou a inscrição por e-mail e teve de atualizar alguma informação posteriormente também não precisa fazer outro cadastro.


Assessoria de Comunicação da Sesa Ceará
Artes gráficas: Fabio dos Santos


Tags: Ceará CE Vacinação