17:40, 10 ago 2015
Rio de Janeiro

Conversando sobre a Lei Maria da Penha nas Escolas

Foto:

Projeto busca conscientizar alunos e servidores da rede estadual de ensino

Para combater a violência doméstica e familiar contra a mulher, a Secretaria de Estado de Educação do Rio de Janeiro e o Ministério Público (MP-RJ), por meio do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça de Violência Doméstica e Familiar, realizarão, durante todo o segundo semestre, palestras de conscientização para alunos do Ensino Médio e servidores da rede estadual de ensino

O projeto ‘Conversando sobre a Lei Maria da Penha nas Escolas’ será realizado em colégios localizados em bairros com maiores índices de violência contra a mulher, tendo como base o Dossiê Mulher 2015. De acordo com o documento elaborado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP), as localidades são: Campo Grande, Santa Cruz, Bangu, Realengo, Taquara e Centro.

Para a promotora de Justiça Lúcia Iloízio Barros Bastos, a iniciativa busca promover a reflexão quanto ao papel da mulher na sociedade, bem como orientar os jovens sobre os fundamentos da Lei

- O enfrentamento à violência doméstica e familiar contra a mulher é necessário para a efetiva igualdade na sociedade. A luta contra a discriminação em relação à mulher é mundial. A nossa proposta é trabalhar de forma preventiva, orientando os jovens quanto à Lei Maria da Penha, bem como os educadores sobre como a escola pode ajudar nas situação de violência – explicou Lúcia Iloízio.

A coordenadora de Diversidade e Inclusão Educacional da Seeduc, Célia Virmond, destacou que essa parceria com o Ministério Público reforça o trabalho que já vem sendo desenvolvido pela pasta.

- Desde 2012, a Secretaria desenvolve o projeto ‘Mulher que faz a diferença’. O objetivo é valorizar a mulher, combater a intolerância e promover ações preventivas em relação à violência doméstica e sexual por meio de palestras e discussões no espaço escolar. O trabalho em conjunto com o MP fortalece o trabalho em rede para a conscientização dos alunos – ressaltou.

A ação iniciará na próxima quarta-feira (12/08). Pela manhã, a promotora de Justiça conversará com a equipe pedagógica da escola e, no turno da tarde, ministrará palestra para os alunos. Durante o encontro, serão distribuídos cartazes e cartilhas sobre a Lei Maria da Penha, os direitos da mulher e os locais de atendimento em caso de violência doméstica.

Programação

Agosto

12/08 – CIEP 303 - Ayrton Senna da Silva

19/08 – CE Professor Fernando Antônio Raja Gabaglia

26/08 – CE Dr. Albert Sabin

Setembro

09/09 – CE Barão do Rio Branco

16/09 – CIEP 305 - Heitor dos Prazeres

21/09 – CE Leopoldina da Silveira

30/09 – CE Bangu

Outubro

14/10 – CIEP 382 - Aspirante Francisco Mega

21/10 – CE Monsenhor Miguel de Santa Maria Mochon

Novembro

04/11 – CE Brigadeiro Schorcht

11/11 – CE Profª Maria Terezinha de Carvalho Machado

16/11 – CE Julia Kubitscheck

24/11 – CE Souza Aguiar


Compartilhar

Outras Notícias