NOTÍCIAS

Volta às aulas 15:33, 29 jul 2020 Corpo docente das escolas estaduais será qualificado para retorno das aulas presenciais

Corpo docente das escolas estaduais será qualificado para retorno das aulas presenciais

Cursos foram definidos após pesquisa on-line realizada em junho

Professores, pedagogos, gestores e pessoal administrativo terão formações voltadas para o período de retorno às aulas presenciais – que acontece a partir do dia 10 de agosto – e sobre como proceder nesta nova realidade. Em sua maioria, os cursos são voltados para a saúde mental e pública, gerenciamento de protocolos pós-pandemia, gestão administrativa e pedagógica e relações interpessoais, que agora exigem mais tato, devido às novas experiências vividas durante a pandemia.

“Iniciaremos, na próxima semana, dia 3 de agosto, a nossa formação com os professores para que, no dia 10 de agosto, eles estejam preparados para o retorno seguro. E mais do que isso, para alavancar a qualidade da educação no Amazonas e resgatar os índices de qualidade da educação que esse estado um dia já teve”, ressaltou o secretário de Educação, Luis Fabian Barbosa, durante anúncio da retomada das aulas presenciais, na manhã desta terça-feira (28/07), no Centro Educacional de Tempo Integral (Ceti) Elisa Bessa Freire, no bairro Jorge Teixeira.

Os cursos foram votados pelo próprio público, em pesquisa on-line realizada pela Secretaria de Educação, no mês de junho. Nos questionários – foram quatro, no total -, servidores administrativos, professores, pedagogos e gestores puderam optar por uma ou mais formações que lhes interessassem. A partir da tabulação de dados, os cursos foram definidos pela pasta.

“Fizemos formação para gestores, passamos por processo de formação com psicólogos, assistentes sociais, justamente pensando no retorno dos nossos alunos. A parte pedagógica é diferenciada, os alunos estão há quase quatro meses assistindo a aulas em casa. Os professores vão passar por planejamentos diferenciados e o acompanhamento da coordenadoria tem sido fundamental. A Seduc saiu da sede e veio para dentro da escola trabalhar nossos professores, o aluno vai sentir essa mudança e vai sentir segurança em voltar para as escolas”, garantiu Maria do Carmo Fonseca, diretora do Ceti Elisa Bessa Freire.

Medidas pedagógicas – Para o retorno às aulas presenciais, foi necessária, ainda, a elaboração de uma série de produtos pedagógicos, cujo objetivo principal é garantir a aprendizagem do aluno e minimizar os danos da pandemia. Todos esses produtos constam no Plano de Retorno às Atividades Presenciais.

Nesse sentido, a Secretaria de Educação promoveu ações que vão desde a readequação do calendário escolar, a avaliação de aprendizagem do ensino remoto e formação dos profissionais de Educação, até políticas de combate ao abandono escolar.

“Queremos ressaltar o empenho da nossa Secretaria de Educação, a gestão da escola, que se fez presente em todos os momentos, e a coordenadoria, que vem com esse suporte para darmos continuidade às nossas aulas presenciais. O retornar é preciso, o fazer diferente nas escolas se faz necessário. Então, a gente vem com práticas pedagógicas inovadoras e o reinventar, que se faz necessário nesse momento”, considerou a coordenadora distrital Francisca Cunha Lima.

Ano letivo – De acordo com o secretário de Educação, os esforços da secretaria são para que o ano letivo de 2020 possa encerrar antes do Natal. “Nós teremos uma ampliação da carga horária do ‘Aula em Casa’, para que possamos implementar as 800 horas/aula necessárias para a finalização do ano letivo em dezembro.  Se começarmos dia 10 de agosto e não tivermos que suspender novamente essas aulas, a gente encerra o ano letivo de 2020 antes do natal. A ideia é que nós possamos evitar o máximo possível que o ano letivo de 2020 finalize em 2021”, frisou Luis Fabian Barbosa.

Ele também destacou que a questão da evasão escolar será trabalhada. “Nós entendemos que há a possibilidade de alguns alunos não retornarem. Alguns têm se perdido nesse caminho. Já mapeamos esses alunos e estamos fazendo visitas familiares, se for o caso, acionando o Conselho Tutelar, o Conselho de Defesa da Criança e do Adolescente em busca desse aluno para que possa voltar às suas atividades e evitar que ele abandone a vida escolar”, disse o secretário de Educação.


Tags: Amazonas AM Volta às aulas manaus