17:08, 27 out 2016
Tutuoria Pedagógica

Educação discute operacionalização do Programa Tutoria Pedagógica para escolas de ensino médio

Foto: Ascom / Seduc

O encontro buscou definir questões como a estruturação das equipes, atuação dos profissionais e cronograma de ações, uma vez que as formações terão início neste mês para que sejam implantadas em janei

Thaís Souza / Governo do Tocantins

Nesta terça-feira, 18, a equipe da Fundação Itaú Social reuniu-se com gestores da Secretaria de Estado da Educação, Juventude e Esportes (Seduc) para discutir como operacionalizar o Programa Tutoria Pedagógica no Tocantins. O encontro buscou definir questões como a estruturação das equipes, atuação dos profissionais e cronograma de ações, uma vez que as formações terão início neste mês para que sejam implantadas em janeiro de 2017, nas unidades escolares. O objetivo do programa é definir estratégias para a resolução de problemas educacionais enfrentados pelos gestores escolares do Ensino Médio.

Durante a reunião a secretária, professora Wanessa Sechim, enfatizou a importância de definir profissionais para condução do trabalho. “Independente da área que atuem dentro das Diretorias, precisamos de pessoas com perfis de liderança, que sejam articuladas, que tenham capacidade pedagógica e motivação, profissionais que farão o diferencial neste processo transformador.”

O curso para tutores será composto por cinco módulos, sendo dois encontros presenciais com a coordenadora geral do Itaú Social e três, na modalidade Educação a Distância (EAD). Foram disponibilizadas 30 vagas para a Seduc no Tocantins. Wanessa Sechim ressaltou que os projetos-piloto são necessários, mas para ela, é preciso trabalhar a totalidade da rede, formar todas as Diretorias Regionais de Educação (DREs), pois assim os resultados da rede serão melhorados. “Não podemos trabalhar o projeto em apenas uma Diretoria, os nossos indicadores da aprendizagem nos provocam e apontam que precisamos melhorar a qualidade do ensino médio público no Tocantins”.

Com o programa, o gestor escolar terá um acompanhamento de um tutor, que auxiliará na identificação de fragilidades, desafios, avanços e pontos positivos nas unidades escolares. A meta é estabelecer planos de intervenção e prazos para mudanças nos resultados educacionais. Este processo formativo de liderança escolar, agregado ao acompanhamento, consolida uma relação de parceria, pela qual os tutores serão responsáveis pelo aprimoramento do trabalho do gestor, do seu desenvolvimento, de suas atribuições, o que resultará no aprendizado dos alunos e melhores índices nas avaliações.

Wanessa Sechim frisou ainda durante a reunião que os tutores escolhidos necessitam desenvolver um bom trabalho. “Nossas decisões precisam ter foco no aluno”, disse a secretária que solicitou do Itaú Social participar da Formação, dos fóruns e chats com os cursistas, pois para ela “este tutor acompanhará e auxiliará os gestores e toda a comunidade escolar, realizará monitoramento semanal nas escolas, além de fazer os relatórios, as atividades do curso, e expor, durante os Fóruns, as dificuldades encontradas e propostas de intervenção na gestão da aprendizagem das unidades escolares”.

Itaú Social

Por meio dessa ação formativa, que se articula à política local de formação continuada, o gestor escolar desenvolve posturas, habilidades e comportamentos esperados para um líder escolar que prioriza o desenvolvimento dos estudantes.

O Programa Tutoria se articula com diversas metas do Plano Nacional da Educação (PNE), citando em específico a meta sete que diz do "fomento da qualidade da educação", assim, por meio desta formação continuada e em serviço, o gestor escolar pode desenvolver-se no sentido de priorizar a aprendizagem dos estudantes, articulando esforços, primando pela formação de sua equipe, pela articulação da escola com a família e comunidade.

No Tocantins a Fundação Itaú Social realiza uma parceria para a qualificação técnica dos profissionais da secretaria com vistas ao desenvolvimento da metodologia do Programa Tutoria Pedagógica e, para tal, conta com o seu parceiro Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável (Cieds), que é o responsável técnico para implementação do Programa.

Roselene Souza, do Cieds, destacou “que a parceria com o Estado não envolve nenhum tipo de aporte financeiro de ambos os lados. A contrapartida do Tocantins é a liberação dos seus profissionais para o processo formativo para que estes possam desenvolver a Tutoria Pedagógica junto aos gestores escolares da Rede Estadual de Educação”.

Parceria

A parceria entre o Itaú Social e a Seduc foi celebrada em agosto, por meio do Acordo Cooperação, durante o Fórum de Governadores do Brasil Central.

Da Seduc participaram da reunião, a secretária Wanessa Sechim; a superintendente de Desenvolvimento da Educação, Jucylene Dias; a diretora de Educação Básica, Ana Lúcia Maranhão e a técnica Ana Cláudia Batista; a gerente de programas especiais da gestão escolar, Célia Maria de Morais a técnica Ana Maria Santos; a gerente de formação e desenvolvimento de pessoas,  Maria Eunice Costa e as técnicas Gleiva Alves e Alessandra Camargo; além das representantes do Itaú Social, Sônia Maria Barbosa Dias, e do Cieds, Roselene Souza.




Compartilhar

Outras Notícias