NOTÍCIAS

Sergipe 13:38, 21 out 2019 Educação promove Encontro Formativo para construção coletiva do Caderno Complementar de Modalidades do Currículo de Sergipe

Foto:

O encontro tem como objetivo coletar contribuições para construção da Versão 1 do Caderno Complementar ao Currículo de Sergipe – Modalidades de Ensino.

A Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) iniciou na tarde desta sexta-feira, 18, o Encontro Formativo para construção coletiva do Caderno Complementar de Modalidades do Currículo de Sergipe. O evento se estenderá até o sábado, 19, e acontece no auditório do Hotel Primme, em Aracaju, e conta com a participação de técnicos da Seduc, representantes dos municípios, professores das redes estadual e municipal, representantes das Diretorias Regionais de Educação e de movimentos sociais. Logo no início houve apresentação artística da cantora Val Santos e contação de histórias com algumas crianças.

O encontro tem como objetivo coletar contribuições para construção da Versão 1 do Caderno Complementar ao Currículo de Sergipe – Modalidades de Ensino. Ao todo, são quatro as modalidades em questão: Educação Especial (coordenado pela professora Lilian Alves Moura de Jesus), Educação de Jovens e Adultos (Ibernon Macena), e Educação do Campo, Quilombola e Indígena (Acácia Daniel).

Oproduto final desses dois dias de encontro será a produção da Versão 1 do Caderno Complementar, a qual será submetida a leitores críticos, para ser melhorada, e depois submetida a uma consulta pública. De acordo com a coordenadora estadual do Currículo de Sergipe e diretora do Departamento de Educação (DED/Seduc), professora Ana Lúcia Lima Muricy, essasmodalidades têm especificidades que perpassam por todo o Currículo de Sergipe, e é preciso ter um olhar diferenciado para que os professores se atentem a isso.

“Esse momento hoje é para a gente mobilizar todos os segmentos sociais e educacionais. Vamos sensibilizar para a construção desses cadernos já com a mão na massa, através das oficinas, hoje e amanhã. É com muito orgulho que Sergipe vai construir os seus cadernos complementares com a ampla participação de todos”, disse.

Construção dos cadernos complementares

O processo de construção do Currículo de Sergipe foi dividido em dois momentos: em 2018 foi construído e regulamentado o Currículo da Educação Infantil e do ensino Fundamental. Neste momento estruturaram-se os textos introdutórios e organizadores curriculares. Em 2019 a equipe do Currículo, em parceria com os setores da Seduc responsáveis pela Educação Especial, Educação de Jovens e Adultos, Educação do Campo, Educação Indígena e Educação Quilombola iniciaram o processo de construção dos cadernos complementares ao Currículo que tematizarão essas modalidades.

Para Lilian Alves Moura de Jesus, coordenadora da modalidade de Educação Especial, esse é um marco histórico. “Ainda não existia na Seduc um documento de referência para as nossas unidades educacionais que ofertam a educação especial. E a partir dessa construção, todas as escolas receberão esse documento que servirá como um norte nas questões que surgirem dentro da educação especial”, declarou.

Já Ibernon Macena, coordenador da modalidade de Educação de Jovens e Adultos, ressaltou a importância dos cadernos complementares. “Hoje a gente vai coletar a colaboração dos professores dos municípios, a qual vai gerar uma nova versão do documento a ser disponibilizado em plataforma para que outras pessoas possam colaborar. A intenção é que o caderno aborde quais as metodologias a serem trabalhadas com a EJA, qual o marco legal, as funções da EJA, e que também traga práticas exitosas alinhadas ao Currículo de Sergipe. A ideia é que esse caderno possa facilitar o trabalho do professor da EJA”, afirmou.

Colaboração coletiva

Representantes de municípios, professores e técnicos da Seduc que participam do Encontro Formativo destacam a importância da construção coletiva dos cadernos complementares. “Vamos estar dividindo os conhecimentos por área, mostrando como a educação acontece em cada município, e cada um vai poder trazer as suas experiências, tentando melhorar a educação de todo o Estado”, disse Geisiane Lima Santos, professora da rede municipal de Poço Verde.

Também compartilhou opinião a secretária de Educação de Umbaúba, Rosemary Sampaio, que representou a Undime. “Estamos participando da construção de um documento em coletividade. É a produção de cadernos complementares para uma qualidade de ensino, que é um investimento para todos nós. É também a valorização dos profissionais. Tudo o que é construído em coletividade, nós sabemos que teremos um resultado mais positivo e melhor para todos”, disse.

O técnico professor Gustavo Floriano dos Santos, da Diretoria de Educação de Aracaju, estava confiante nos resultados que surgirão durante o encontro. “Partindo da ideia de que é uma construção coletiva, em que todas as pessoas envolvidas têm um compromisso com a educação, acredito que esses cadernos não serão apenas algo do governo, mas algo para ser aplicado na educação de toda a comunidade em geral”, declarou.

Já Isabelle Santos Nascimento, professora da rede municipal de Santo Amaro das Brotas, elogiou a iniciativa do encontro. “O caderno complementar é muito importante. Nós ainda temos muitas dúvidas, e esse encontro vem para sanar as dificuldades, acrescentar elementos com que a gente nem imaginava antes. Nós iremos acompanhar o Currículo de Sergipe, o que será importante, porque vai nos ajudar a fazer o nosso caderno complementar do município”, declarou.


Tags: Sergipe SE