NOTÍCIAS

Base Nacional Comum Curricular 12:47, 15 ago 2019 Em reunião, redatores dialogam com professor Pedro Demo sobre detalhamento do Currículo do Ensino Médio de MS

Em reunião, redatores dialogam com professor Pedro Demo sobre detalhamento do Currículo do Ensino Médio de MS

Durante o dia todo, nesta quarta-feira, no Centro de Formação em Campo Grande, recebeu os profissionais responsáveis pela construção do documento no Estado

Campo Grande (MS) – Nesta quarta-feira (14.08), os redatores responsáveis pela elaboração do Currículo de Referência do Ensino Médio de Mato Grosso do Sul, voltaram a se reunir a fim de discutir as adequações necessárias para os ajustes finais do documento. Mais uma vez, o local escolhido foi o Centro de Formação Mariluce Bittar, em Campo Grande, com a presença do professor Pedro Demo, que atua como consultor no Estado.

Durante o dia todo, foram apresentados detalhamentos sobre diversas áreas do conhecimento, com objetos e especificidades dentro de cada disciplina. Após as falas dos redatores, o professor fez observações relacionadas às expressões e modelos de apresentação utilizados, de modo a trabalhar, junto aos demais, como o documento pode ser aprimorado.

“É uma experiência nova, com um Currículo que acabou de ser elaborado e aprovado. Tentamos traduzir esse documento para Mato Grosso do Sul, de acordo com as particularidades. MS é um estado que saiu na frente nessa ideia e fez uma organização grande, muito sólida e bem representada para esse tipo de elaboração. Para mim está sendo um grande aprendizado, a BNCC é um texto muito importante e temos que cuidar dele”, disse Pedro Demo.

Nascido no município de Pedras Grandes, em Santa Catarina, o professor possui formação básica em teologia e filosofia. Doutor em sociologia pela Universidade de Saarbrucken, da Alemanha, é professor titular da Universidade de Brasília (UNB) e tem atuação acadêmica destacada na política social e na metodologia científica. Nos últimos anos, se dedicou especialmente à educação contemplada sob a ótica do desenvolvimento.

“Esse é um momento de diálogo muito importante. Agora é uma etapa de construção e adequação do Referencial Curricular à Base. No período da manhã os redatores apresentaram as áreas de linguagens e matemática. À tarde, os outros grupos falaram sobre as ciências da natureza e ciências humanas”, disse a gerente de Ensino Médio da Secretaria de Estado de Educação (SED/MS), Márcia Proescholdt Wilhelms.

A gestora detalhou a organização do trabalho e explicou como as equipes se organizaram para a apresentação do documento. “Cada grupo mostrou a estrutura do documento, competências e habilidades, objetos de aprendizagem e as propostas de sugestões para o desenvolvimento daquelas habilidades. Na sequência, o professor Pedro Demo fez observações e dialogou a respeito das mudanças, em cada caso”, detalhou Márcia.

Entre os pontos mais sensíveis e que exigem maior atenção de todos, Pedro Demo destacou o cuidado com os itinerários. “O lado mais exigente é tentar entender essas coisas mais novas, que ainda não temos muito ‘chão’, como é o itinerário formativo e o desenvolvimento socioemocional, que é uma preocupação da secretária Cecilia Motta. (...) A escola precisa sair da caixinha cognitiva, intelectualista e cuidar do desenvolvimento integral do adolescente – falando especificamente do Ensino Médio – como é o caso por aqui, sem esquecer também do lado emocional desse estudante”, salientou.

Após essa etapa de adequação do documento, o próximo passo consiste na liberação de uma versão para consulta pública. Sobre o avanço do trabalho em Mato Grosso do Sul, o professor destacou a importância do trabalho integrado desenvolvido no Estado. “MS é um dos estados que mais se propôs a traduzir a BNCC de uma forma criativa e muito participativa. Durante esse processo de construção e, posterior, de implementação do currículo do Ensino Médio, nós vamos nos ajustando, vamos aprendendo melhor, vamos errando e acertando – algo que é natural – e seremos mais úteis aos municípios, que possuem outra tarefa, ligada muito mais à Educação Infantil e ao Ensino Fundamental. Com esse exercício todo vamos conhecendo as experiências em outros estados e aprendemos com eles também”, finalizou.

Texto: Vinícius Espíndola (SED/MS)

Tags: Mato Grosso do Sul MS Base Nacional Comum Curricular