NOTÍCIAS

Bahia 16:04, 29 jul 2020 Em todas as regiões da Bahia estudantes vão às compras com a terceira parcela do vale-alimentação

Em todas as regiões da Bahia estudantes vão às compras com a terceira parcela do vale-alimentação

Em todos os 417 municípios da Bahia, os estudantes da rede estadual de ensino estão indo às compras com o vale-alimentação, referente à terceira parcela do benefício. Com os R$ 55 de crédito no cartão, os estudantes optam por estabelecimentos perto de casa e, com isso, movimentam a economia local. A iniciativa conta com um investimento de R$ 44 milhões que, somados às duas primeiras parcelas, totaliza R$ 132 milhões de recursos próprios do Estado, direcionados para a segurança alimentar dos estudantes e de suas famílias.

A estudante quilombola Suzana dos Santos, 17, 3º ano, do Colégio Estadual do Campo de São Tomé, localizado no município de Campo Formoso, já foi às compras e falou da importância do benefício. "Este valor disponibilizado no cartão é muito importante não só para mim, mas para muitas famílias, pois algumas não possuem condições e, com esta pandemia, fica ainda mais difícil trabalhar e este benefício ajudou bastante".

Para Raiane Pereira da Silva, 18, 3º ano, do Colégio Estadual de Ourolândia, localizado em Ourolândia, todas parcelas foram essenciais para a renda familiar. "As duas primeiras ajudaram muito neste período difícil de quarentena, com a renda baixa de minha família. Moro com minha mãe, irmã e meu padrasto, mas a renda dele não ajuda muito. Minha mãe trabalha, porém não ganha muito bem. Então, esta terceira parcela veio em uma boa hora, tanto que já comprei alimentos, como arroz, feijão, óleo, café, macarrão e outros".

A estudante Edja Layanne da Silva, 18, 2º ano, do Colégio Estadual Nossa Senhora da Conceição, em Miguel Calmon, afirmou que as três parcelas ajudaram muito na renda familiar. Estes meses recebendo o benefício com o cartão do vale-alimentação estão sendo muito importantes, porque ajudou com as despesas de casa. Meu pai é técnico em Eletrônica e fica sem muita demanda, principalmente nos primeiros dias da pandemia, e estas parcelas foram essenciais". Sua mãe, Elvira da Silva, disse que está satisfeita com a ajuda do Governo do Estado. "O vale-alimentação é ótimo, pois como nesta quarentena fica todo mundo em casa, as despesas também aumentaram. Então, toda ajuda é bem-vinda". 

O estudante líder de classe, Bruno Santos, 18, que faz o curso técnico em Informática no Centro Estadual de Educação Profissional (CETEP) do Piemonte da Diamantina II, localizado em Jacobina, também já adquiriu seus alimentos, como feijão, arroz, leite e macarrão. "Este cartão vem sendo uma bênção na vida de todos os estudantes, pois é uma renda extra para as nossas famílias terem alimentos de qualidade em casa". 

O cartão vale-estudantil é destinado, exclusivamente, para a aquisição em livre escolha de gêneros alimentícios, como feijão, arroz, macarrão, carne, frango, frutas, verduras, café e leite. A Secretaria da Educação do Estado reforça a orientação para que se dirija ao supermercado apenas um membro da família, seguindo todas as normas de segurança, como o uso de máscaras de proteção individual, em função da pandemia do novo Coronavírus. 

Ouvidoria - A SEC ampliou o serviço da Ouvidoria para atender os estudantes que estejam com alguma demanda no recebimento do vale-alimentação estudantil. Uma equipe, formada por 30 pessoas, recebe as ligações pelo 0800 284 0011, reforçando o atendimento que já é feito pelo Estado. Outra alternativa é enviar e-mail para o endereço ouvidoria@educacao.ba.gov;  acessar o Fale com a Ouvidoria pelo Portal da Educação (institucional.educacao.ba.gov.br/falecomouvidoria); ou procurar a direção da escola onde esteja matriculado.


Tags: Bahia BA