NOTÍCIAS

Bahia 08:37, 12 jun 2020 Em Vitória da Conquista poesia ajuda comunidade escolar a enfrentar com arte o isolamento social

Em Vitória da Conquista poesia ajuda comunidade escolar a enfrentar com arte o isolamento social

Gestores, professores e funcionários do Colégio Estadual Padre Luis Soares Palmeira, em Vitória da Conquista, encontraram na poesia uma forma de enfrentar as dificuldades causadas pela COVID-19. Criado pela professora de Linguagens, Manoela Freire, o projeto "Todo mundo tem um poeta dentro de si" incentiva a gravação de vídeos com os participantes recitando poesias de autores conhecidos, como forma de fortalecer emocionalmente a comunidade escolar no combate ao Coronavírus. Os resultados são postados no perfil da unidade escolar (@padrepalmeiravca) no Instagram.

"Por acreditar que a poesia mexe com a parte mais emocional do nosso cérebro, ativando a reflexão, além de despertar prazer e outras sensações, tive a ideia de pedir a alguns colegas da escola, por meio do WhatsApp, que me enviassem vídeos, recitando poemas de autores consagrados sugeridos por mim. A ideia era mostrar, primeiramente, para os colegas e amigos da escola, que as obras poéticas podiam consistir em uma forma de resistência poderosa perante o medo coletivo que é suscitado pela pandemia do Coronavírus. Em segundo lugar, o projeto tinha a intenção de evidenciar que todo mundo tem poesia dentro de si", explicou a professora Manoela Freire.

Ainda segundo Manoela, a intenção é estender o projeto aos estudantes, levando em conta os poetas indicados para cada série. "Fizemos um primeiro vídeo, recitando o poema `José´, de Carlos Drummond de Andrade, e, depois dele, vieram mais três, em que aparece um mosaico de poemas de autores modernistas e contemporâneos, tais como Oswald de Andrade, Vinicius de Moraes, Cecília Meireles, Adélia Prado, Mário Quintana, Manuel Bandeira, Manoel de Barros, Conceição Evaristo, Paulo Leminsky, João Cabral de Melo Neto, Guimarães Rosa e Antonio Cicero, entre outros. Para além desses, tem um último vídeo em fase de edição. O projeto  inclui professores, vice-diretores, coordenadores e funcionários da secretaria da escola", contou.

A professora de Geografia e Filosofia, Edirlene Chaves, destacou que o poema não retrata apenas a arte, mas como se vê o mundo. "O momento tem sido extremamente desafiador. Temos que controlar a ansiedade e alimentar a solidariedade e a sensibilidade. Então, o projeto deu a oportunidade das pessoas superarem esses medos e angustias frente a esta crise de grandes proporções, despertando o gosto pela poesia a cada leitura e a cada performance. Particularmente, gosto muito de escrever e recitar e o projeto revigorou essa capacidade de ver o mundo através da escrita", afirmou.

A vice-diretora da unidade, Rogéria Badareny, explicou que o projeto ajudou a criar uma maior interação entre os profissionais. "Como no dia a dia é aquela correria na escola, o projeto nos deu a possibilidade de enxergar o outro com uma nova perspectiva. O interessante também é que, mesmo distantes, o projeto criou um ambiente mais leve neste momento de pandemia, nos unindo por meio da tecnologia, além do estímulo à leitura. E ainda parabenizo a professora Manoela, que mesmo com o receio de alguns, por não ter intimidade em gravar vídeo, os incentivou a participar", ressaltou.


Tags: Bahia Estudantes BA artes Isolamento Social