NOTÍCIAS

Tecnologia 13:42, 28 ago 2015 Com prova online e outras ações, escola de SP evita o desperdício de papel e estimula a conscientização ambiental

Alunos da E.E. Nestor de Camargo, em São Paulo Alunos da E.E. Nestor de Camargo, em São Paulo Alunos da E.E. Nestor de Camargo, em São Paulo Alunos da E.E. Nestor de Camargo, em São Paulo
Foto: A2img / Daniel Guimarães

Diversas tarefas, como avaliações e trabalhos, foram transferidas para o online

Cada vez mais as pessoas buscam se conscientizar sobre a importância de agir em prol ao Meio Ambiente. Pequenas atitudes se tornam indispensáveis para a conquista desse objetivo. Foi pensando desta forma, que a diretoria da E.E. Nestor de Camargo, localizada em Barueri, criou diversas ações na unidade escolar que contribuem para a melhoria do meio ambiente e, consequentemente, na execução dos trabalhos dos professores e desenvolvimento escolar dos alunos.

"A ideia de reduzir o número de papel e impressão na escola ocorreu pela tarefa de frequência dos alunos. O controle era feito em papel e realizávamos  a impressão desses documentos toda a semana. Com isso, decidimos passar para o online e o acompanhamento é feito em tempo real", explica Nadir Campelo, diretora da unidade escolar.

Outras tarefas foram transferidas para o mundo virtual, como avaliações e trabalhos escolares. "As eleições para a escolha dos Grêmios Estudantis, Clubes Juvenis e disciplinas eletivas  também foram transferidas para o mundo virtual", completa.

Os alunos se adaptaram ao novo formato e já entendem a importância desse processo de conscientização ambiental e a contribuição para a natureza."Eu não tenho mais costume de imprimir nenhum material, pois eu faço praticamente tudo virtualmente. A partir do momento que deixamos de utilizar as folhas de papel, o  benefício gerado para a natureza é muito grande", fala o aluno Gustavo Gomes.

O professor de matemática Henrique Martins destaca os benefícios da avaliação online. "Utilizamos cerca de três a quatro páginas para a realização de um provão.  Multiplicando pela quantidade de alunos, chegamos a 1.600 páginas. Se for multiplicar pelo número de escolas estudais, passaríamos de toneladas de folhas sulfites. Com a transferência para o mundo virtual teríamos uma diferença ecológica e financeira muito grande", explica.

Com todo esse trabalho de conscientização de alunos e funcionários, Nadir Campelo tem planos para o futuro. "Hoje não sabemos realizar mais nada sem a utilização do formulário online e queremos passar tudo para o virtual facilitando a nossa rotina e a diminuição da impressão", finaliza. 


Tags: São Paulo Tecnologia SP