NOTÍCIAS

Alagoas 13:02, 20 jun 2018 Estudantes da rede estadual de Alagoas abraçam campanha “Minha escola eu amo eu cuido”

Foto: Valdir Rocha

Na Escola Estadual Gilvana Ataíde, em Maceió, proposta culmina com projetos integradores realizados pela unidade em prol do patrimônio público

Texto de Manuella Nobre

Com o intuito de conscientizar a comunidade escolar sobre a importância da preservação do ambiente e patrimônio, a campanha “Minha Escola eu amo eu cuido” tem percorrido as escolas da rede estadual. Essa semana, a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) esteve em unidades de ensino de Arapiraca e Maceió para a divulgação da ação.

Nesta quarta-feira (13), foi a vez da Escola Estadual de Ensino Integral Professora Gilvana Ataíde Cavalcante Cabral, no bairro da Santa Lúcia, receber a campanha. Com estrutura grandiosa distribuída em dois pavimentos e atendendo mais de 1600 estudantes, a unidade de ensino possui 13 salas de aula, laboratórios de informática e ciências, biblioteca, auditório para 100 pessoas, salas para dança e oficinas de teatro, sala de grêmio estudantil, cozinha, refeitório, quadra poliesportiva e 4 banheiros, dois em cada andar, secretaria, além de salas para coordenação, professores e direção.


Segundo a gestora geral, Sandra da Silva Lima, a unidade já realiza ações voltadas à conservação, com projetos integradores realizados pelos estudantes da 1ª série e que contam com a participação da comunidade.

“Esta campanha é muito boa e vai fortalecer o que a escola está realizando. Com os nossos Projetos Integradores, iniciamos uma conscientização com os alunos. Além disto, abrimos a escola à comunidade nos finais de semana, com atividades esportivas, oficinas, palestras, entre outras. Acreditamos que trabalhar esta temática com o aluno é algo muito positivo, pois proporciona o despertar da consciência para a preservação e faz com que assumam o seu protagonismo”, declara a gestora.

Questão de consciência

A campanha “Minha escola eu amo eu cuido” vem fortalecer o trabalho da gestão e a bandeira levantada por alguns professores e alunos em prol de uma escola limpa e bem cuidada.

A articuladora de ensino Flávia Nascimento destaca a importância de se trabalhar a conscientização do jovem. “Muitas vezes, eles não têm noção do valor do patrimônio e campanhas como esta acendem a luzinha. Todos se sentem melhor com um ambiente limpo”, avalia.  

A professora de história Rute Omena e estudantes do ensino integral realizam o projeto integrador “Mobiliza GA Escola Legal”. Por meio da exposição “Vamos olhar para o patrimônio”, eles recolheram materiais e sucatas e precificaram cada item. A ideia é mostrar os danos causados pela falta de zelo. O resultado foi positivo.


“Temos alunos muito bons, comprometidos. Esta ação foi iniciativa deles, interessados no tema e em mudar o ambiente em que estão”, explica Rute. “A escola tem estrutura boa, mas alguns alunos ainda precisam se comprometer”, afirma a aluna Alice Augusta, uma das integrantes do projeto integrador.

“Desde o ano passado queríamos fazer esta ação. A ideia é mostrar que, se quebrar a banca, a escola terá que gastar para substituir ao invés de gastar com outra coisa para nós mesmos. Precisamos evitar isto, a escola é praticamente a nossa segunda casa”, enfatiza Rose Heloise.

Outro grupo de estudantes, liderado por Felipe Muriel e Rafael Felipe, também está engajado em ações de apoio à escola e ao consumo consciente. “Na hora do intervalo, observamos alguns colegas que ainda desperdiçam comida e procuramos conscientizá-los para não fazer isso. Não adianta pintar a escola e alguém pichar, comprar carteiras novas e quebrarem”, relata Felipe Muriel. “Precisamos cuidar dos ambientes. Junto com a diretora Sandra, pensamos em ajeitar as salas, a biblioteca e até o jardim”, revela Rafael Felipe.


Tags: Educação Alagoas AL