NOTÍCIAS

Secretaria de Estado da Educação do ES 14:41, 26 jun 2019 Gênero “Memórias Literárias” desperta habilidades de escrita em alunos de Baixo Guandu

Gênero “Memórias Literárias” desperta habilidades de escrita em alunos de Baixo Guandu

A Escola Dr. Jones dos Santos Neves, de Baixo Guandu, desenvolve um trabalho com os alunos do 6º ao 9º ano sobre “Gêneros Textuais – Memórias Literárias” e o seu uso social. A ação também teve como objetivo preparar os alunos para a Olimpíada Nacional de Língua Portuguesa, que começa em agosto.

De acordo com as professoras de Língua Portuguesa Saleciana Souza Carmo, Beijeane Alves, Marly Soares e Verônica Andreatta, todo o trabalho desenvolvido visa aprimorar as habilidades de leitura e auxilia os alunos a desenvolver, com competência, as produções orais e escritas.

As oficinas foram divididas em duas áreas: memórias e crônicas. Na escola, foi montada uma mostra de objetos antigos com o objetivo de remeter as memórias dos alunos. Representantes da comunidade foram convidados para relatarem suas histórias de vida, abordando em seus relatos símbolos que despertam a memória, como objetos e cheiros, por exemplo.

O estudante Gabriel Schuhmacher comentou sobre um dos relatos. “Achei curioso quando a Dona Adair falou sobre a sua infância, que na época não existiam chinelos como os de hoje. Que os que eles tinham eram de couro e eram feitos sob encomendas”, disse Gabriel.

A professora Saleciana também destacou que “nesse caminhar de ensino e aprendizagem, trabalhar o gênero ‘Memórias Literárias’ recorrendo a situações do nosso cotidiano, buscando lembranças que acionam a memória, leva os alunos a fazer uma relação entre o que está acontecendo agora e o que já aconteceu. Ou seja, a memória do que já aconteceu está sempre presente no que está acontecendo”, disse.

Oficinas

As atividades foram realizadas em sala de aula para propor um trabalho com características criativas e dinâmicas, que considerassem as necessidades de cada aluno e turma. “As atividades contribuíram para acionar o interesse dos alunos pelo gênero memórias. À medida que os estudantes se interessam, eles conseguem aprender e progredir na aprendizagem”, disse a professora Beijeane Alves.

A Olimpíada

Para contribuir para a melhoria do ensino e aprendizagem da leitura e escrita nas escolas públicas de todo país, por meio de ações de mobilização para a formação de professores de Língua Portuguesa, o Itaú Social criou em 2002, sob a coordenação técnica do Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária, o Programa Escrevendo o Futuro (Cenpec), voltado para ações de formação presencial e à distância.

O programa disponibiliza materiais com orientações pedagógicas e promoção da reflexão sobre práticas educativas. Nesta edição, a Olimpíada reforça a valorização da interação de crianças e jovens com seu território e retoma o tema “O lugar onde vivo”. Assim, para participar do concurso, o estudante deve resgatar histórias, estreitar vínculos com a comunidade e aprofundar o conhecimento sobre a realidade, o que contribui para o desenvolvimento de sua cidadania.

Texto: Soraia Camata


Tags: ES Secretaria de Estado da Educação do ES Sedu