NOTÍCIAS

Pernambuco 14:40, 23 abr 2018 Incluir para melhor educar

Foto:

Projetos que promovem a inclusão social é a chave para uma boa educação

Tema de redação da edição passada do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), a educação de pessoas com deficiência auditiva recebeu atenção do país inteiro.  Hoje, 23 de abril, é o dia nacional de educação de surdos, e amanhã, dia 24 de abril, comemora-se o dia nacional da Língua Brasileira de Sinais (Libras), e a Secretaria de Educação do Estado (SEE) celebra as datas contando alguns exemplos de projetos inclusivos realizados nas escolas da Rede estadual de Ensino. Com 546 Salas de Recursos Multifuncionais, a SEE conta com cerca de mil profissionais capacitados para atender os 1215 estudantes com perda auditiva que possuímos.

Nossa rede tem capacidade de atender a diversas necessidades especiais, a surdez e deficiência auditivas são algumas delas. As Salas de Recursos Multifuncionais contribuem com o aprendizado que é tido dentro da sala de aula. E o Atendimento Educacional Especializado (AEE) complementa a educação, dando todo suporte necessário para que o estudante aprenda Libras, caso não tenha aprendido ainda, e aprenda também o português como segunda língua.

Na Escola Estadual Agamenon Magalhães, localizada em Tracunhaém, o intérprete da unidade de ensino criou um projeto para recepcionar os estudantes com deficiência auditiva e ensinar Libras de uma forma bastante lúdica: um coral. Estudantes do 7º ano do Ensino Fundamental estão participando do coral de libras, iniciativa que tem como objetivo promover a interação entre todos os estudantes, sem barreiras na comunicação. “O projeto contribuiu para que os alunos e professores pudessem se integrar e receber melhor os estudantes surdos. Muitos estudantes não conheciam a Libras, não sabiam como se comunicar com eles. O coral foi a melhor maneira que encontramos de envolver toda comunidade escolar”, comentou a gestora da unidade de ensino, Fabianne Barros. “As merendeiras também receberam formação para que pudessem informar sobre o cardápio do dia, e assim toda a escola se adaptou para melhor recebê-los”, concluiu.

Em Paulista, na Região Metropolitana do Recife, o Coral Epon&ing também realiza a mesma ação. Com vinte e sete integrantes, o coral criado na Escola de Referência em Ensino Médio (EREM) Padre Osmar Novaes apresenta músicas gospel com o uso da Libras. “Inserimos a linguagem de sinais nas apresentações pensando na inclusão social. Ao cantar com a voz, cantamos também com os sinais, assim, todos podem apreciar a apresentação”, contou Henrique Camilo, de 19 anos, que é ex-estudante da EREM Padre Osmar Novaes e participa do coral.

Já a Escola Padre Antônio Callou de Alencar, em Canhotinho, no Agreste do Estado, realiza diversas atividades junto aos estudantes com deficiência auditiva. Nesta terça-feira (24) será celebrado o dia nacional da Libras e a data será comemorada com atendimentos especializados nas salas de recursos. A unidade de ensino também produziu um vídeo de conscientização sobre a importância da língua para a inclusão social.


Tags: Pernambuco PE Educação Especial Rede Estadual PE