NOTÍCIAS

Maranhão 17:25, 25 nov 2020 Números parciais do Busca Ativa Escolar mostram experiências exitosas na Rede Estadual de Ensino

Números parciais do Busca Ativa Escolar mostram experiências exitosas na Rede Estadual de Ensino

Fora da Escola, Não Pode! Mais do que um slogan definido pelo Unicef para sustentar a importância da Busca Ativa Escolar, essa é uma convicção que foi abraçada e uma camisa que foi vestida pela Rede Estadual de Educação do Maranhão, diante do cenário de pandemia. Esse momento atípico que levou a Secretaria de Estado da Educação (Seduc) a encontrar caminhos para que o processo de ensino e aprendizagem aconteça, também desafiou professores e estudantes a se reinventarem na hora de ensinar e de aprender, mesmo diante de todas as limitações, e também serviu para fortalecer o sentimento de coletividade entre os diversos profissionais da educação.

“Temos muitas experiências exitosas em nossa rede estadual no Busca Ativa Escolar, que mostram o engajamento e o comprometimento de toda equipe escolar com a garantia ao direito à educação de nossos estudantes. Há um entendimento claro, da importância da manutenção e do fortalecimento do vínculo desse estudante com a escola e o retorno desse vínculo, caso ele já tenha sido perdido. Isso está comprovado em dados parciais de uma pesquisa que a Seduc está realizando junto à comunidade escolar. Encaminhamos um questionário que está sendo respondido pelos gestores escolares. O resultado é encorajador”, diz a professora Ádria Utta, supervisora de Gestão Escolar da Seduc.

A pesquisa junto às escolas, que tem como objetivo fazer uma radiografia do Busca Ativa junto à rede estadual, foi iniciada no último dia 16 de novembro e será encerrada na próxima sexta-feira (27), por meio de questionário disponibilizado no Google Formulários, no endereço eletrônico: https://forms.gle/V541gJVimrfbzbc1A.

Até o momento, aproximadamente 300 escolas já responderam ao questionário. O resultado parcial mostra o envolvimento da rede para que nenhum aluno fique fora das atividades escolares. Cerca de 50% das escolas iniciaram as ações de Busca Ativa em agosto; os profissionais mais envolvidos nas ações são professores (95%), gestores escolares (94%), gestores auxiliares (77%), supervisores (40%) e apoio pedagógico (39%). Outro dado importante é participação dos estudantes, 70% deles se envolveram nas ações de busca aos colegas que se sentiram desestimulados diante desse novo momento.

Em média, 71 estudantes por escola, já retornaram às atividades escolares remotas, isso representa um total de 17.271 estudantes de volta ao processo de ensino e aprendizagem e com perspectivas de concluírem o ano letivo.

“A intenção da Seduc é conhecer melhor a realidade das escolas a partir dos desafios enfrentados durante o tempo de pandemia na Busca Ativa, a fim de propor estratégias para superar essas dificuldades, bem como conhecer as práticas exitosas para socializá-las com a rede. Os resultados dessa pesquisa são fundamentais para pensarmos como melhorar, ainda mais, as ações de Busca Ativa na rede estadual, a fim de que nenhum estudante fique para trás na nossa rede. No Maranhão, assumimos o compromisso de que Fora da Escola Não Pode!”, declarou a supervisora.


Tags: Maranhão MA Unicef Busca ativa Pandemia