NOTÍCIAS

evasão escolar 15:32, 24 set 2020 Parlamento Jovem Brasileiro: amapaense terá projeto de lei implementado na educação do Estado

Parlamento Jovem Brasileiro: amapaense terá projeto de lei implementado na educação do Estado

Juliane foi a estudante selecionada em 2020 e receberá apoio da Seed para conhecer a realidade da educação no Amapá, se posicionando em discursos e na elaboração de projetos.

Por Valdeí Balieiro 


A estudante Juliane Pimentel, de 17 anos, é aluna do 3º ano do ensino médio na Escola Estadual Profª Esther da Silva Virgolino, e teve seu projeto selecionado na etapa estadual do programa Parlamento Jovem Brasileiro (PJB) 2020. A jovem terá seu projeto trabalhado pela Secretaria de Estado da Educação (Seed).

Quatro estudantes foram pré-selecionados no Amapá e Juliane, com um projeto sobre a evasão escolar na rede pública, destacou-se na etapa local e será a representante do estado a viver uma experiência no parlamento, em Brasília.

Este ano, devido a pandemia, os trabalhos a serem realizados pelos 78 estudantes selecionados em todo o Brasil serão de maneira remota, mas está programado uma visita ao Congresso Nacional no início de 2021.

A jovem estudante conta que conheceu o programa através de amigos e que recebeu incentivos para produzir o projeto que trabalha uma realidade vivida em todo o país.

“Conheci esse programa através do participante anterior e recebi motivação de amigos para participar. Então, fiz meu projeto pensando na educação, porque é algo que eu acredito que pode mudar a realidade. Meu objetivo era apresentar formas de diminuição da evasão escolar, porque quando se é de escola pública, estamos muito ligados à essa realidade”, disse a jovem parlamentar.

Juliane conta ainda que sempre recebeu incentivos dos pais para continuar estudando e que entende a importância da escola em oferecer os mesmos incentivos a todos os estudantes.

“Meus pais, desde sempre, motivaram-me mostrando que através da educação teremos um futuro prospero. A oportunidade que eu tive e estou tendo, quero que outros jovens também tenham. Por isso, buscarei conhecimento com os demais participantes que apresentaram projetos muito importantes para o Brasil”, pontuou Juliane Pimentel.

Antes da posse, marcada para início de outubro, a estudante receberá formação sobre as políticas educacionais trabalhadas no estado. A intenção é que ela possa se posicionar sobre a realidade da educação do Amapá e os programas e políticas públicas que já estão sendo empregados no estado.

De acordo com a secretária de Estado da Educação, Goreth Sousa, o trabalho de construção da melhor qualidade da educação se faz com a participação de todos os protagonistas.

“A secretaria de educação descobriu, parou e pensou: educação não se faz só com adultos, mas também com jovens. Precisávamos ter uma representatividade por meio de alguém que vive no ambiente escolar e conhece o chão da escola. Por conta disso, nós montamos uma gerencia de protagonismo estudantil para que o estudante também faça parte desse processo de construção da qualidade do ensino”, afirmou a secretária.

A secretária informou ainda que o projeto da jovem estudante será levado à secretaria adjunta de políticas educacionais da Seed para que possa ser concretizado.

“É uma decisão do Governo para que a jovem parlamentar tenha o seu projeto e a bandeira que defende, apoiada pela Seed e que a gente enfrente a evasão escolar. Por isso disponibilizei a secretaria adjunta de políticas educacionais para que trabalhe esse tema. Queremos que o projeto dela vire realidade na educação do Amapá”, finalizou Goreth Sousa.


Tags: Amapá Educação AP evasão escolar PJB 2020