NOTÍCIAS

Educação Ambiental 10:52, 6 nov 2019 Preservação da Serra das Areias é o principal foco de projeto de alunos da rede estadual

Preservação da Serra das Areias é o principal foco de projeto de alunos da rede estadual

Visita à Área de Proteção Permanente (APA) no último sábado (2/11) marcou o encerramento da ação pedagógica realizada pelo Colégio Estadual Dom Bosco

Neste final de semana, cerca de 70 alunos do Colégio Estadual Dom Bosco tiveram a oportunidade de participar de uma aula diferente. A atividade foi uma Aula de Campo na Serra das Areias, uma Área de Proteção Ambiental (APA) de 50 km quadrados situada no município de Aparecida de Goiânia e considerada o berço das águas da região metropolitana de Goiânia.

“Essa ação faz parte do projeto Café com Pequi – Valorização do Cerrado e da Cultura e seu objetivo geral é fazer com que os alunos compreendam o Cerrado como um bioma em risco de extinção”, explica a professora Eliamara Rodrigues dos Santos Dias, coordenadora do projeto.

Segundo ela, uma das ações do projeto inclui uma visita técnica pedagógica à Serra das Areias, pois no interior do parque é possível encontrar algumas das riquezas da fauna e flora mostradas de forma teórica nas aulas de Biologia.

Este ano o projeto teve como tema central “Não Deixe o Cerrado Morrer”. Os conteúdos foram trabalhados de forma interdisciplinar, envolvendo também os professores de Geografia (João Dias), História (Alessandro Silva) e Língua Portuguesa (João Pedro).

Reserva natural

A visita à Serra das Areias foi realizada no sábado, dia 2, e marcou o encerramento do projeto, que vem sendo desenvolvido no Colégio Estadual Dom Bosco desde 2015. A diretora Valcirene Pereira Maia conta que essa é uma das ações pedagógicas mais importantes realizadas na unidade educacional. “Alunos e professores se mostram empolgados em trabalhar com essa temática. Eu, particularmente, acho esse projeto um dos mais bonitos da escola porque, na verdade, movimenta os três turnos”.

A professora Eliamara destaca que a ideia de incluir a aula de campo na programação do projeto Café com Pequi surgiu a partir da necessidade de apresentar a Serra das Areias aos alunos. “Apesar dessa importante reserva natural estar bem próxima ao colégio, a maioria dos estudantes desconhecia as suas belezas e a sua diversidade no sentido do olhar científico”.

Diversidade

O aluno Felipe Santiago de Oliveira, de 27 anos, reforça o comentário da professora. Ele diz que nunca imaginou que a Serra das Areias fosse tão bonita e tivesse tanta variedade de espécies nativas do Cerrado. “Quando você fala da diversidade do Cerrado na teoria, a gente pensa em paisagem seca e sem vida, mas quando se tem a chance de conhecer pessoalmente, mudamos completamente o olhar”.

Na opinião do estudante, a APA realmente precisa de ações urgentes para garantir a sua preservação, já que ali vivem diversos exemplares da fauna e flora do Cerrado em risco de extinção. No dia da visita, Felipe afirma que teve a chance de conhecer dezenas de plantas de uso medicinal, identificadas uma a uma pela professora de Biologia.

Karlos Henrique Jordany Guedes Diniz, 17 anos, concorda com o colega de escola. Ele considerou a aula de campo uma experiência muito boa, especialmente no sentido de conscientizar os alunos sobre a importância de defender a preservação da Serra. “Quero voltar aqui outras vezes, pois o cenário é muito bonito. Do alto se vê toda a cidade de Aparecida. Na parte interna até achei que está bem preservado, mas na entrada, próximo à zona urbana, infelizmente só vi devastação, com a presença de muitos entulhos, lixo de toda espécie e mau cheiro”.


Tags: GO Educação Ambiental Seduc Goiás Ronaldo Caiado