NOTÍCIAS

Distrito Federal 10:53, 31 mai 2021 Primeira semana de vacinação concluída com sucesso

Primeira semana de vacinação concluída com sucesso

Nesta sexta-feira, 28, começaram a ser imunizados os vice-diretores de escolas públicas


Secretário de Educação do DF, Leandro Cruz, tem visitado a UBS diariamente, vendo de perto o andamento dos trabalhos. Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

A vacinação dos profissionais da educação completou a primeira semana nesta sexta-feira, 28, com sucesso. Foram cinco mil educadores imunizados — todos os diretores das 689 escolas públicas e mais os profissionais de 172 creches públicas e privadas.

Agora, chegou a vez dos vice-diretores de escolas públicas, que já estão sendo convocados. Além deles, a próxima lista de convocação continua chamando o pessoal das creches.

O secretário de Educação, Leandro Cruz, tem visitado a UBS diariamente, vendo de perto o andamento dos trabalhos e conversado com os profissionais. Ele comemorou o êxito da primeira semana. “Muita ansiedade, muita luta e muito trabalho duro. Contamos com a parceria do Governo do Distrito Federal – da Secretaria de Saúde, da Casa Civil, do governador Ibaneis Rocha. Assim, conseguimos chegar nesse dia. Sexta-feira passada, começamos a nossa vacinação dominando aquela ansiedade do início e, agora, você vê uma grande festa. A vacinação dos profissionais da educação dá uma grande aula de organização e alegria. Vacina é vida, vacina é ciência. Educação sempre em defesa da vida”, afirmou.

O secretário executivo, Fábio Sousa, também acompanhou a visita. “Nossa expectativa é fechar hoje com as doses iniciais que foram disponibilizadas para a Secretaria de Educação, lembrando que, nessa primeira fase, os que atuam nas creches públicas já foram vacinados, incluindo equipes gestoras, professores, monitores, além dos diretores de escolas públicas“, informou.

Esperança

Logo no começo da tarde,  Geílza Medeiros, vice-diretora da EC 02, do Riacho Fundo II, foi receber a vacina. Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

A vice-diretora da Escola Classe 02, Geilza Medeiros, do Riacho Fundo II, foi logo no começo da tarde receber a vacina. “É um momento de expectativa e esperança. Aguardamos com muita emoção o retorno presencial das crianças. Nunca paramos de trabalhar, de ir à escola, sempre com muita garra.

A monitora Jéssica Luíza Fonseca Rodrigues, do CEPI Papagaio, inaugurado em 2020 pela Secretaria de Educação, disse estar aliviada e se prepara para a volta presencial. “É uma sensação boa, de estar protegida. É um passo importante também para voltarmos às atividades presenciais, para prestarmos o atendimento que nossas crianças precisam.

Jéssica Luíza Fonseca Rodrigues, monitora no CEPI Papagaio, inaugurado em 2020 pela Secretaria de Educação, disse estar aliviada com a vacina. Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

Raquel Abreu, da unidade de Brazlândia do Centro Social Comunitário Tia Angelina, parceiro da Secretaria, expressou o mesmo sentimento. “É uma dose de esperança, em um país onde tantas pessoas estão morrendo. Termos a oportunidade de nos vacinar, pra poder voltar à normalidade, é muito reconfortante.”

Raquel Abreu, da unidade de Brazlândia do Centro Social Comunitário Tia Angelina, parceiro da Secretaria, expressou  um sentimento de esperança ao receber a primeira dose da vacina. Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

Para marcar o fechamento da semana, teve apresentação de MPB com os professores João Marinho (violão) e Denilson Bianchine (percussão erudita), da Escola de música popular brasileira  Escola de Música de Brasília.

Profissionais da educação estão doando alimentos a estudantes carentes, na campanha Vacinação Solidária. Foto: Álvaro Henrique, Ascom/SEEDF

Segue ainda a campanha Vacinação Solidária, pela qual os profissionais da educação que estão sendo imunizados doam alimentos não perecíveis que serão entregues às famílias de estudantes em situação de vulnerabilidade social.

Convocação

A lista dos convocados pode ser acessada na página destinada ao acompanhamento da vacinação dos profissionais de educação.

Na UBS, voluntários das coordenações regionais de ensino, por revezamento, ajudam na organização e conferem o documento de identidade dos profissionais, de acordo com a lista de convocação.

Por Málcia Afonso | Ascom/SEEDF

Tags: DF Distrito Federal #DF