NOTÍCIAS

Aula Mediada 15:23, 5 jun 2020 Professora da rede estadual conta experiência de aulas mediadas por tecnologia em live da Universidade Federal do Alagoas

Professora da rede estadual conta experiência de aulas mediadas por tecnologia em live da Universidade Federal do Alagoas

Conversa aconteceu nesta quarta-feira (03/05), no instagram da universidade

A professora mestre em Ciências da Educação Darlinda Monteiro, que integra o corpo docente do Centro de Mídias de Educação do Amazonas (Cemeam), contou sobre sua experiência de aulas mediadas por tecnologia em uma live com a professora doutora Monique Angelo, do Grupo de Pesquisa em Ensino e Extensão em Química da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), nesta quarta-feira (03/05). A amazonense falou sobre os desafios de levar o ensino a áreas remotas do estado e como a expertise do Cemeam foi importante neste período de pandemia. 

Darlinda, que leciona Química, contou que hoje revê as aulas e pensa em pontos a serem melhorados, em linguagens e exemplos diferentes, mas isso veio com o passar dos anos, quando ganhou mais confiança em aparecer diante das câmeras. Ela se disse orgulhosa de participar de um programa que dá oportunidades para as pessoas estudarem e concluírem o ensino médio.

“Quando recebi o convite, nós atendíamos alunos do ensino médio em 340 comunidades. Agora, são 43 mil alunos do ensino fundamental, médio e de Jovens e Adultos (EJA). A gente chega a lugares muito distantes do Amazonas, locais que, antes do ensino mediado, os alunos precisavam sair de casa duas horas antes da aula, pegar barcos e outros meios de transporte e agora, eles podem estudar perto de casa, com professores preparados para ensiná-los”, reflete a profissional.

Durante o bate-papo, a professora reforçou que, devido aos 13 anos de experiência do Cemeam em aulas mediadas por tecnologia, o Amazonas foi o primeiro estado a oferecer o programa “Aula em Casa” como medida para que os alunos continuassem estudando mesmo com a suspensão de aulas presenciais. O programa, inclusive, foi cedido a outros estados, como São Paulo, Sergipe e Espírito Santo, por meio de parcerias da Secretaria de Estado de Educação e Desporto com as respectivas secretarias da área nesses locais. 

“Agora com esse período de pandemia, nosso trabalho, nossas aulas foram transmitidas a todos os alunos. Acho que mostrou como é importante termos o planejamento, a revisão, a análise do plano de aula e a roteirização. É preciso estudar as tecnologias para saber como usá-las porque tudo isso vai melhorar a aula e o entendimento do aluno”, frisa Darlina. 

Sobre a professora – Darlinda Monteiro é graduada em Licenciatura em Química, bacharel em Química pela Universidade Federal do Amazonas (Ufam) e mestre em Ciências da Educação pela Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias, em Portugal.

Sobre o projeto - O QuiCiência é um programa do Grupo de Pesquisa em Ensino e Extensão em Química, do Instituto de Química e Biologia da Ufal. A professora e coordenadora do projeto, Monique Angelo, traz convidados para discutir a educação, os desafios e mudanças. 

Fotos: Divulgação/Seduc


Tags: Alagoas AM manaus Aula Mediada