NOTÍCIAS

No Amapá 12:12, 15 out 2020 Professores idealizam projetos pedagógicos de sucesso durante a pandemia

Professores idealizam projetos pedagógicos de sucesso durante a pandemia

Profissionais da rede estadual criaram iniciativas para manter o vínculo entre educador, conhecimento e estudante durante a suspensão das aulas presenciais.

Por João Marcos Chaves 


Desde março, o Estado suspendeu as aulas presenciais como forma de prevenção à covid-19 e pôs em prática estratégias de ensino remoto para mais de 120 mil estudantes. Nesse cenário, educadores amapaenses têm se reinventado para atender cada um de seus alunos através de projetos pedagógicos que, com segurança, mantêm o importante vínculo entre professor, conhecimento e estudante.

Em homenagem ao Dia do Professor, celebrado em 15 de outubro, a Secretaria de Estado de Educação (Seed) destacou projetos de sucesso idealizados por alguns desses profissionais que se reinventaram para manter as engrenagens que conduzem a educação.

Amor ao próximo

Conhecedor da educação amapaense, o professor Ângelo Duarte leciona na rede estadual há mais de 25 anos e, atualmente, é lotado na Escola Estadual Serafini Costaperária, em Macapá, onde dá aula para crianças do 5º ano do ensino fundamental.

O desejo de auxiliar os alunos durante a pandemia foi um fator decisivo para o educador criar o projeto Visitar Para Ensinar, que busca levar até a casa dos estudantes orientação para atividades, seguindo todas as medidas de proteção à covid-19.

 “A minha inspiração partiu da ideia de querer marcar positivamente a vida dos meus alunos neste momento tão difícil pelo qual o mundo está passando. Por isso, educadores, façam a diferença e coloquem em prática tudo o que aprenderam na sua vida acadêmica. Essa é a melhor hora para colocar em prática o amor ao próximo”, pediu o professor, que segue realizando suas visitas.

Novas ferramentas

Para se adaptar às mudanças, os educadores usam ferramentas tecnológicas para repassar atividades aos alunos. Este é o caso da professora Roseli Pereira, que trabalha com educação especial na Escola Estadual Alexandre Vaz Tavares, em Macapá. Ela se adaptou não somente às tecnologias, mas também às formas de repassar os ensinamentos para seus alunos nesse período.

“Eu vi a necessidade de buscar formas, maneiras, recursos, para me aproximar dos alunos. A ideia de criar lives e materiais personalizados e adaptados aos estudantes da educação especial nos deixou muito feliz, pois o resultado do alcance trouxe uma busca de conhecimento para mim professora e para o aluno”, contou Roseli.

Educação Transformadora

Outro exemplo é do professor Wilson Clemente, que leciona física na Escola Estadual Mário Quirino, zona sul da capital. Ele criou o Projeto Caixa Postal e proporcionou aos seus alunos que levassem suas atividades para serem depositadas em uma caixa, evitando assim o contato físico durante esse período de pandemia.

“Eu teria que buscar uma janela de opção que pudesse vencer a barreira do isolamento, e fazer com que a relação se concretizasse. Desse contexto, surgiu da ideia da Caixa Postal. O procedimento da entrega das atividades está baseado em um protocolo que visa evitar o contato físico, protegendo professor e aluno”, disse Wilson que atua na escola há dois anos.

O projeto de Wilson também busca manter o vínculo entre estudante, conhecimento e professor, e o objetivo é alcançar resultados positivos, criando uma visão de rompimento dos panoramas das velhas práticas educativas.


Tags: Amapá Educação AP professor dia do professor Práticas Pedagógicas No Amapá