NOTÍCIAS

Avaliação 16:22, 12 jun 2019 Prova Alagoas avalia conhecimentos dos estudantes da rede pública

Com essa avaliação, os professores podem se guiar em sala de aula, sabendo quais são os alunos que precisam de mais apoio e que necessitam ser acompanhados com uma maior atenção.
Foto: Caroline Pontes

Vice-governador e Secretário de Estado da Educação, Luciano Barbosa, destaca que mais de 108 mil alunos, das redes municipais e estaduais, respondem o exame

Texto de Ana Carolina Lima
Nesta terça e quarta-feira (11 e 12), mais de 108 mil alunos de 1693 escolas das redes municipais e estadual participam da Prova Alagoas, exame promovido pela Secretaria de Estado da Educação (Seduc) para avaliar os níveis de proficiência em Língua Portuguesa e Matemática. Nesta terça-feira, as 3ª séries do ensino médio passaram pela avaliação, enquanto, nesta quarta-feira, será a vez das turmas de 5° e 9° anos do ensino fundamental. Na ocasião, o vice-governador e secretário da Educação, Luciano Barbosa, esteve na Escola Estadual Professor Edmilson de Vasconcelos Pontes, no bairro do Farol, em Maceió, onde 70 alunos responderam à prova.

Barbosa ressalta a importância da Prova Alagoas para uma avaliação prévia da proficiência dos alunos, de forma a auxiliar os professores a sanar as dificuldades de aprendizagem apresentadas.

Com essa avaliação, os professores podem se guiar em sala de aula, sabendo quais são os alunos que precisam de mais apoio e que necessitam ser acompanhados com uma maior atenção. Ela serve também para nos prepararmos para a Prova Brasil, avaliação do Sistema de Avaliação da Educação Básica, o SAEB, que acontece em outubro. Como os professores terão acesso às respostas, eles saberão quais as dificuldades que cada aluno possui”, afirma.

superintendente do Sistema Estadual de Educação, Wilany Félix, destaca a importância da parceria firmada entre Governo do Estado e municípios para um bom resultado nos três níveis analisados na prova.

Por meio do regime de colaboração entre os municípios e o Estado, vimos que o crescimento de Alagoas no ranking nacional da Educação foi surpreendente. É muito importante trabalharmos junto aos municípios, pois eles são responsáveis por 95% dos estudantes do ensino fundamental nos anos iniciais [1º ao 5º ano] e aproximadamente 80% nos anos finais [6º ao 9º ano]”, diz a superintendente.

Bons frutos – Na edição 2017 do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), os estudantes da Escola Professor Edmilson de Vasconcelos Pontes alcançaram a média de 5,0 com as turmas de 9º ano e 4,3 com as 3ª séries do ensino médio.Fátima Cavalcante, diretora-geral da unidade, diz que a escola almeja superar o resultado conquistado na edição passada do exame: a meta é garantir uma média superior a 6,0.

Hoje, 70 alunos da 3ª série responderam ao exame e, na quarta-feira (12), 80 estudantes do 9º ano participam da Prova Alagoas. “Diante do resultado, observaremos as necessidades que nossos alunos possuem para trabalharmos nelas e focar no IDEB”, complementa a gestora.

Ruth Meyry Rocha foi uma das estudantes que responderam ao exame. Ela conta que os professores prepararam as turmas para este momento. “Eles vêm dando aulas extras para que possamos evoluir na questão da aprendizagem, ajudando a gente também em provas como o Enem”, relata.


Tags: Alagoas AL Avaliação Exame