NOTÍCIAS

Sergipe 11:44, 17 out 2019 Salas de aulas temáticas tornam ensino médio em tempo integral mais dinâmico e vital em escolas-piloto de Sergipe

Centro de Excelência Felisbelo Freire Centro de Excelência Felisbelo Freire Centro de Excelência Felisbelo Freire Centro de Excelência Felisbelo Freire Centro de Excelência Maria Ivanda Nascimento Centro de Excelência Maria Ivanda Nascimento Centro de Excelência Felisbelo Freire Centro de Excelência Maria Ivanda Nascimento Centro de Excelência Maria Ivanda Nascimento Jandira Maria, diretora do Felisbelo Freire Sheila Costa, coordenadora do Maria Ivanda
Foto:

A rotina de nove horas de aula diária torna possível testar uma metodologia que procura dinamizar os horários e o modo tradicional de ensino no modelo do tempo integral

O Centro de Excelência Profª Maria Ivanda de Carvalho  Nascimento, localizado no bairro Santos Dumont, em Aracaju, e o Centro de Excelência Felisbelo Freire, situado no município de Itaporanga d’Ajuda, têm algo em comum que somente eles, no universo de 340 unidades de ensino da rede estadual, têm. 

As duas unidades escolares ofertam o Ensino Médio em Tempo Integral e passaram a implantar salas de aulas temáticas a fim de ambientar os espaços de acordo com os componentes curriculares. Desse modo, a rotina de nove horas de aula diária torna possível testar uma metodologia que procura dinamizar os horários e o modo tradicional de ensino.

De acordo com a coordenadora pedagógica do Centro de Excelência Maria Ivanda, Sheila Costa, a escola iniciou o processo de implementação dessa metodologia a partir de abril deste ano e já são dez salas. A unidade é a segunda escola-piloto que passa pela mudança. A primeira foi o Centro de Excelência Felisbelo Freire, que há mais de um ano aderiu à nova metodologia, sobretudo para amparar os novos desafios do Ensino Médio em Tempo Integral. 

A metodologia oferece espaços ornamentados com material de uso da disciplina a que a sala pertence. Se for de matemática, os objetos, equipamentos e ferramentas que auxiliam no andamento das aulas estarão no mesmo local para que os professores não precisem se deslocar o tempo inteiro entre uma sala e outra. Assim, os estudantes também podem ajudar no processo de criação das salas, confeccionando cartazes e participando de atividades que ajudam a desenvolver outras vivências nas salas temáticas. 

No Centro de Excelência Maria Ivanda, a sala temática de artes é uma das mais visitadas entre os estudantes do ensino integral. Para Valdomiro Santos, aluno do 1º ano, uma sala decorada com acessórios que remetem à matéria a ser estudada oportuniza aos estudantes obter um incentivo a mais para o estudo. Esse aluno, que ajuda na organização das atividades escolares de Arte, afirma ter aprendido mais depois da implantação da metodologia. 

Lenaide Correia, professora de Arte de Valdomiro, percebeu, já nos primeiros dias da novidade na escola, a saída da zona de conforto dos alunos. A movimentação provocada pela sala temática propõe aos estudantes pensar mais, produzir mais e ainda incentiva zelar pelos ambientes diferenciados da escola. 

A diretora do Centro de Excelência Felisbelo Freire, Jandira Maria, lembra que a sala temática implantada na unidade é semelhante ao que ocorre nas universidades, pois mudam de acordo com o horário de aulas. 

A fim de comportar mais de cem alunos do Felisbelo, cinco salas foram modificadas, razão pela qual a estudante do 2º ano, Ariany da Conceição, melhorou o desempenho escolar. A sala mais interessante para ela é a de biologia. A aluna explica que as figuras, cartazes e outros materiais intensificam a compreensão do conteúdo.


Tags: Sergipe SE