NOTÍCIAS

Bahia 19:17, 30 set 2020 Secretaria da Educação lança projeto que visa estimular o protagonismo e a autonomia no ensino e aprendizagem

Secretaria da Educação lança projeto que visa estimular o protagonismo e a autonomia no ensino e aprendizagem

A Secretaria da Educação da Bahia (SEC), por meio da Coordenação Executiva de Programas e Projetos Estratégicos da Educação, lançou, nesta quarta-feira (30), o projeto “Diálogos de aprendizagem na construção de saberes”. A ação visa estimular o exercício do protagonismo e da autonomia de todos os envolvidos no processo de ensino e aprendizagem da rede estadual de ensino, a partir do sentimento de cooperação e integração da comunidade escolar e do território educador. Realizada por meio do canal do Youtube do Instituto Anísio Teixeira (IAT), a atividade on-line foi conduzida pela coordenadora do programa Universidade para Todos (UPT), desenvolvido pela SEC, Patrícia Machado, e pelas professoras Patrícia Oliveira e Tereza Fidelis.

A coordenadora do UPT, Patrícia Machado, explicou que o projeto “Diálogos de aprendizagem na construção de saberes” foi pensado e organizado para oportunizar aos estudantes e educadores caminhos a percorrer, respeitando a individualidade de cada um, a partir de suas experiências, necessidades e interesses. “Esta roda de conversa serve para a gente dialogar sobre o processo de aprendizagem, em uma dimensão interdisciplinar, destacando o cuidado com o conhecimento e, também, com a formação integral do sujeito. E dentro desse contexto, buscamos o fortalecimento das aprendizagens e da preparação do nosso estudante para o acesso aos exames que dão acesso ao Ensino Superior”, pontuou.

Ao organizar seu percurso de ensino e aprendizagem, completou Patrícia Machado, “os envolvidos poderão explorar diversas experiências didáticas, promovendo o desenvolvimento de conhecimentos e habilidades para ações pedagógicas significativas”, a partir dos eixos referendados na Base Nacional Comum Curricular (BNCC): Empreendedorismo e projeto de vida; Intervenção científica, mediação e intervenção cultural; Protagonismo juvenil e processos criativos; além do eixo Projeto de vida, que é a base de todos os demais, como ressaltou a coordenadora do UPT.

Responsável pela área da Educação Integral da Coordenação Executiva de Programas e Projetos Estratégicos da Educação, Patrícia Oliveira explicou que a SEC vem realizando e norteando atividades por meio de agendas colaborativas, através das quais são discutidas e realizadas as formas de interação dos programas e projetos das diretorias de Educação Integral e de Educação Superior com a comunidade escolar. “As proposições têm como objetivo disponibilizar experiências formativas e ações pedagógicas no intuito de desenvolver conhecimentos e habilidades com foco nas necessidades dos estudantes, professores e demais profissionais da educação e dos territórios educativos, visando o fortalecimento da aprendizagem”.

A vice-diretora do Complexo Integrado da Educação (CIE) de Itabuna, Tereza Fidelis, ressaltou a importância de projetos e programas desenvolvidos pela SEC, como Ciência na Escola, Saúde na escola, Jogos Escolares, Escolas Culturais, Centros Juvenis de Ciência e Cultura (CJCC) e o Universidade para Todos, entre outros. “Todos eles favorecem a possibilidade do diálogo do saber, a partir de uma transversalidade do currículo, para que o processo de aprendizagem se fortaleça cada vez mais. E existem vários caminhos para que o processo de ensinar e aprender seja mais dinâmico, mais atrativo, mais motivador, dentro de uma rede colaborativa, por meio de nossas plataformas digitais, que trazem experiências riquíssimas e que estão na palma das nossas mãos e a gente tem que utilizá-las”, disse a educadora, citando recursos como videoaulas, oficinas do CJCC e Roteiros de Estudos, através dos canais do Youtube da SEC e do IAT, além das universidades parceiras (UNEB, UESC, UEFS, UESB e UFRB) e das Trilhas Formativas UPT/ENEM.

Sobre o UPT - Criado pela Secretaria da Educação do Estado, o Universidade Para Todos é um dos principais programas de acesso da juventude ao Ensino Superior, alcançando estudante em todos os 27 Territórios de Identidade. Ao longo de 10 anos, o UPT já possibilitou o ingresso ao Ensino Superior em diversos cursos para, aproximadamente, 22 mil estudantes.

Tags: Bahia Educação Integral BA Portal da Educação complexos integrados de educação Universidade para Todos