NOTÍCIAS

Distrito Federal 12:31, 9 dez 2020 Secretaria de Educação faz consulta à comunidade escolar sobre a proposta do calendário letivo 2021

Secretaria de Educação faz consulta à comunidade escolar sobre a proposta do calendário letivo 2021

Comunidade escolar e todos os demais interessados podem opinar até quinta-feira, 10 de dezembro


A comunidade escolar e todos os demais interessados podem opinar sobre o calendário letivo de 2021. A Secretaria de Educação realiza entre os dias 8 e 10 de dezembro uma consulta à comunidade escolar sobre os prazos previstos para início e término do próximo ano letivo. Também podem participar todas as demais pessoas interessadas.

São duas propostas de calendário sugeridas, ambas começando em 8 de março e respeitando o período de 200 dias letivos previstos na legislação.

Confira o resumo:

PROPOSTA A

Prevê o término do ano letivo no dia 22 de dezembro de 2021 e a avaliação final no dia 23. Haveria onze sábados letivos, todos remotos. Desse total, oito poderiam ser flexibilizados e a escola teria autonomia para definir as datas de recomposição. Os outros três seriam sábados letivos temáticos remotos (13 de março, 29 de maio e 23 de outubro), quando seriam discutidas com a comunidade escolar, também de forma não presencial, as práticas pedagógicas da unidade. O recesso seria de 17 de julho a 1º de agosto.

PROPOSTA B

O ano letivo terminaria em 18 de janeiro de 2022 e a avaliação final seria no dia 19. O calendário não utilizaria sábados letivos remotos. O recesso entre os semestres seria de 29 de julho a 15 de agosto, enquanto o natalino de 24 de dezembro a 2 de janeiro.

2020

O ano letivo de 2020 teve início em 10 de fevereiro. No dia 12 de março, as aulas foram suspensas, como medida de prevenção à disseminação do coronavírus. Em 13 de julho, o ano letivo foi retomado de forma remota. O encerramento será em 28 de janeiro de 2021.

Abaixo, a íntegra das propostas. Depois de ler o documento, escolha a proposta A ou B ao final e, depois, basta clicar em enviar.

Malcia Afonso, Ascom/SEEDF

Tags: DF Distrito Federal #DF