NOTÍCIAS

Distrito Federal 15:41, 9 jun 2020 Secretaria distribui 140 computadores para a formação dos professores

Secretaria distribui 140 computadores para a formação dos professores

Investimento é parte do planejamento de preparação dos docentes para atuarem no ensino mediado por tecnologia

Os Centros de Referência em Tecnologia Educacional (CRTEs) das 14 Regionais de Ensino vão receber 140 computadores neste mês de junho, para atuarem como multiplicadores na formação dos professores que na volta às aulas, no próximo dia 29/6, vão passar a dar aulas mediadas por tecnologia. A partir desta terça-feira, 9/6, as 50 primeiras máquinas serão entregues às CREs de Ceilândia, Taguatinga, São Sebastião, Planaltina e Gama.

A secretaria já providenciou o pedido de compras para os 90 computadores restantes previstos pelo Plano de Validação das Atividades Pedagógicas não Presenciais. A empresa vencedora da licitação terá 45 dias para a entrega desta segunda leva de máquinas destinadas às demais coordenações. Ao todo, cada regional vai receber dez computadores para atuar na revitalização dos CRTEs. A medida vai melhorar a formação dos professores que vão atuar no ensino mediado.

“Os CRTEs são peças importantes no processo de modernização e digitalização da nossa rede. Promovem rotineiramente treinamentos com professores e, por isso, decidimos abraçá-los nesse processo de modernização. Vamos atuar proativamente no alinhamento das ações desses centros com a estratégia da Secretaria na busca do ajuste perfeito entre a tecnologia e a pedagogia. Nossa primeira ação será reequipá-los”, informa o subsecretário Helber Ricardo Vieira.

Os CRTEs atualmente estão ligados às unidades de educação básica (Uniebs), vinculadas às Coordenações Regionais de Ensino. Em cada Centro, três ou quatro funcionários ministram cursos voltados à tecnologia para os professores da rede pública de ensino do Distrito Federal.

No contexto da urgência para o ensino, ocasionada pela pandemia do coronavírus, esses profissionais também vão passar por formações na próxima semana tanto de aperfeiçoamento em letramento digital quanto do uso desse meio, dos ambientes criados pela Secretaria de Educação na plataforma Google Sala de Aula.

Inovação e Tecnologia

Secretaria de Educação vai investir mais de R$ 8,6 milhões na meta de renovação do parque tecnológico | Foto: Divulgação

A Secretaria de Educação vai investir mais de R$ 8,6 milhões na meta de renovação do parque tecnológico de toda a rede pública, com a revitalização dos laboratórios de informática nas unidades escolares e a implementação de políticas educacionais que estimulem o uso da tecnologia para a prática pedagógica.

A licitação para as novas máquinas foi realizada em 2019, teve como vencedora a empresa Daten e contrato foi assinado em fevereiro do mesmo ano.

Até agora, a secretaria já entregou 4.009 máquinas. Foram 111 para a Sinova e a Engenharia da SEEDF; 204 para o Ensino Médio em Tempo Integral (EMTI); todas as escolas também receberam entre três e cinco computadores, totalizando 2.572; 50 estão no estoque da Secretaria e serão repassados para o EMTI; 1.036 foram solicitados no último pedido de compras da pasta e serão divulgados em breve.

Os Centros de Referência em Tecnologia Educacional (CRTEs) das 14 Regionais de Ensino vão receber 140 computadores neste mês de junho, para atuarem como multiplicadores na formação dos professores que na volta às aulas, no próximo dia 29/6, vão passar a dar aulas mediadas por tecnologia. A partir desta terça-feira, 9/6, as 50 primeiras máquinas serão entregues às CREs de Ceilândia, Taguatinga, São Sebastião, Planaltina e Gama.

A secretaria já providenciou o pedido de compras para os 90 computadores restantes previstos pelo Plano de Validação das Atividades Pedagógicas não Presenciais. A empresa vencedora da licitação terá 45 dias para a entrega desta segunda leva de máquinas destinadas às demais coordenações. Ao todo, cada regional vai receber dez computadores para atuar na revitalização dos CRTEs. A medida vai melhorar a formação dos professores que vão atuar no ensino mediado.

“Os CRTEs são peças importantes no processo de modernização e digitalização da nossa rede. Promovem rotineiramente treinamentos com professores e, por isso, decidimos abraçá-los nesse processo de modernização. Vamos atuar proativamente no alinhamento das ações desses centros com a estratégia da Secretaria na busca do ajuste perfeito entre a tecnologia e a pedagogia. Nossa primeira ação será reequipá-los”, informa o subsecretário Helber Ricardo Vieira.

Os CRTEs atualmente estão ligados às unidades de educação básica (Uniebs), vinculadas às Coordenações Regionais de Ensino. Em cada Centro, três ou quatro funcionários ministram cursos voltados à tecnologia para os professores da rede pública de ensino do Distrito Federal.

No contexto da urgência para o ensino, ocasionada pela pandemia do coronavírus, esses profissionais também vão passar por formações na próxima semana tanto de aperfeiçoamento em letramento digital quanto do uso desse meio, dos ambientes criados pela Secretaria de Educação na plataforma Google Sala de Aula.

Nathália Borgo, Ascom/SEEDF

Edição: João Alberto Ferreira

Tags: DF Distrito Federal #DF