08:58, 14 ago 2015
Seminários

Secretário abre seminário internacional que aborda ensino da Língua Portuguesa

Foto:

Educadores debatem evidências e melhores práticas de ensino-aprendizagem

Representando o Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), o secretário de Estado de Educação do Rio de Janeiro, professor Antonio Vieira Neto, participou, nesta quinta-feira (13/08), no Rio Othon Palace Hotel, em Copacabana, da abertura do VIII Seminário Internacional do Instituto Alfa e Beto, com o tema“Ensino da Língua e Formação de Professores”. Até amanhã, pesquisadores, educadores e gestores educacionais de todo o país reúnem-se para acompanhar as principais evidências científicas e as melhores práticas sobre o assunto em destaque. Também presente ao encontro, a secretária municipal de Educação do Rio de Janeiro, Helena Bomeny.

O encontro também conta com a presença do professor vinculado ao Instituto de Educação da Universidade de Londres, Roger Beard. O especialista fala sobre o ensino da gramática, da escrita e da compreensão da leitura nos diferentes níveis de ensino, e apresenta práticas de sucesso na preparação de docentes.

Antonio Neto falou sobre a relevância do processo de alfabetização para o estado e para o país, e como o Consed vem trabalhando para colaborar com essa questão.

– Como secretário de uma rede estadual, recebemos alunos que tiveram diferentes processos de alfabetização, bons e ruins. No Consed, fazemos intermediação permanentecom o MEC, para que possamos elaborar  um programa de apoio de alfabetização e diplomação de professores que esteja conectado à realidade específica da escola. Consideramos que não há possiblidade de se pensar em uma formação de professores sem que se considere o trabalho de operar um determinado currículo na escola.

O secretário também ressaltou a importância da gestão do processo de alfabetização.

– Estamos viabilizando uma equipe de gestão voltada para a alfabetização no Estado do Rio de Janeiro para que, a partir de 2016, possamos fazer uma politica pública muito estreita com os municípios para superarmos possíveis dificuldades nessa área. É preciso esse elemento no processo de alfabetização até para se ter um meta de quantos professores precisamos formar e que níveis de alfabetização achamos adequado e queremos atingir. Como temos um Estado com diferenças regionais muito profundas, a gestão tem que estar muito próxima do processo para que seja possível realmente vivenciar a evolução e o desenvolvimento nessa etapa de escolaridade.

Na programação do seminário, estarão em destaque três habilidades centrais no ensino da língua: gramática, redação e compreensão da leitura, além da formação dos professores nos países de melhor desempenho educacional. Uma sessão, especialmente voltada para secretários de Educação e autoridades educacionais, fará uma descrição atualizada das inovações e tendências de políticas e práticas mais atuais de capacitação de professores em alguns países da OCDE.

Mais informações podem ser obtidas pelo email comunicacao@alfaebeto.org.br ou no sitehttp://www.alfaebeto.org.br.


Compartilhar

Outras Notícias