NOTÍCIAS

ensino híbrido 11:32, 1 set 2021 Secretário de Educação do Piauí participa de live sobre o Ensino híbrido na prática da escola pública

Foto:

Além do relato das dificuldades encontradas, foram abordadas experiências exitosas da Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc).

Nesta terça-feira (31) a Associação Brasileira de Editores e Produtores de Conteúdo e Tecnologia Educacional (Abrelivros) promoveu um debate sobre os desafios da adoção do ensino híbrido na realidade da escola pública brasileira. Além do relato das dificuldades encontradas, foram abordadas experiências exitosas como da Secretaria de Estado da Educação do Piauí (Seduc) e a utilização de diferentes recursos de ensino aprendizagem, mesmo em condições particularmente adversas.

Participaram da conversa transmitida pelo canal no Youtube da Abrelivros, Ellen Gera, secretário de Estado da Educação do Piauí e coordenador de Ensino Híbrido do Consed; Andréa Pereira da Silva, dirigente Municipal de Educação de Oliveira/ MG e membro da Undime; e Débora Garofalo, coordenadora do Centro de Inovação da Secretaria Estadual de Educação do Estado de São Paulo.

Segundo o secretário piauiense, a Seduc já usava a tecnologia em sala de aula mesmo antes da pandemia. Desde 2012 uma rede de mediação tecnologia transmite aula ao vivo para todos os municípios. 

"A Seduc realizou várias ações educacionais durante a pandemia como envio de material impresso para os estudantes, transmissão de aulas por TV e rádio, disponibilização de plataformas de ensino on-line, aquisição de 180 mil chips de internet, 10 mil tablets e notebooks, formação de professores. Agora 80% de nossas escolas já iniciam com o ensino híbrido, onde o aluno passa parte de seu tempo no ambiente escolar e outra parte com atividades remotas, em casa", destacou Ellen Gera. 

Em seguida foi aberto o debate entre os participantes que falaram das experiências exitosas em cada estado onde trabalham, a necessidade da formação continuada dos professores e de quem está nas universidades e vai trabalhar na educação, novo currículo da BNCC, dentre outros. 

"Vamos viver agora um tempo de formação muito intensa com o novo currículo do Ensino Fundamental a luz da BNCC, bem como a implementação do novo Ensino Médio em 2022, tudo isso vai promover a quebra de paradigma na formação de professores, havendo a necessidade de uma conexão da formação dos professores na universidade com o chão da escola. Importante também olhar para os gestores escolares, para que eles enxerguem os talentos que surgem nas escolas", completou o secretário Ellen Gera.

A mediação do debate foi feita por Renata Sanches, supervisora de serviços educacionais da editora do Brasil, e a abertura ficou com Ângelo Xavier, presidente da Abrelivros.


Tags: PI Piaui ensino híbrido