NOTÍCIAS

Bahia 15:50, 6 nov 2020 Segundo dia de testagem para o novo Coronavírus na Cidade Baixa contempla comunidades escolares da Ribeira e região

Segundo dia de testagem para o novo Coronavírus na Cidade Baixa contempla comunidades escolares da Ribeira e região

O segundo dia de testagem para o novo Coronavírus em estudantes, professores e funcionários nas escolas estaduais localizadas na região da Cidade Baixa, em Salvador, ocorreu de forma tranquila. Nesta sexta-feira (6), o Colégio da Polícia Militar (CPM) Dendezeiros, escola-polo dos bairros do Dendezeiros, Largo de Roma e Boa Viagem, atendeu as comunidades escolares do Colégio da Polícia Militar (CPM) Luiz Tarquinio e a do Colégio Estadual Alípio Franca. Já a Escola Presciliano Silva, escola-polo dos bairros da Ribeira e do Bonfim, recebeu a sua própria comunidade escolar e a do Colégio da Polícia Militar João Florêncio Gomes. Na realização do procedimento, todos os protocolos de saúde estão sendo cumpridos. O atendimento acontece das 8h às 17h.

A ação, promovida pelo Governo do Estado, prossegue até segunda-feira (9/11), com a previsão de alcançar 14.483 pessoas, sendo 13.609 estudantes, 570 professores e 304 funcionários das 14 escolas estaduais dos bairros de São Joaquim, Calçada, Dendezeiro, Largo de Roma, Boa Viagem, Ribeira, Bonfim, Uruguai e Massaranduba.

Na próxima segunda-feira (9), a Escola Presciliano Silva, escola-polo do bairro da Ribeira e do Bonfim, recebe as comunidades escolares dos colégios estaduais Paulo Américo de Oliveira e Presidente Costa e Silva. No mesmo dia, o Colégio Estadual Polivalente San Diego, escola-polo dos bairros do Uruguai e de Massaranduba, atende a sua própria comunidade escolar, além da Escola Estadual Ocridalina Madureira e a do Colégios Estadual Solange Hortelio Franco.

João de Souza, 14, 8º ano, da Escola Presciliano Silva, disse que o teste é essencial. “Recomendo fazer este teste, porque é importante para as pessoas saberem se estão infectadas ou não e, se tiverem, redobrar os cuidados necessários para evitar a contaminação de pessoas próximas, como familiares e amigos”.

A professora Valdineia Araújo, que leciona Geometria e Artes no Colégio da Polícia Militar João Florêncio Gomes, parabenizou a iniciativa do Governo do Estado. “Trata-se de uma ação muito eficaz e acessível a todos os estudantes, professores e funcionários com atendimento em escolas estratégicas da Cidade Baixa. É importante que todos façam o teste para que o retorno das aulas seja feito com total segurança”.

A estudante Karina Lima de Souza, 15, 1º ano, do Colégio Estadual Alípio Franca, fez questão de fazer o seu teste. “A testagem é uma iniciativa muito boa, pois, através dela, é possível saber o número de pessoas contaminadas ou não. Espero que esta pandemia acabe para que as aulas retornem”. Já a estudante Stephanie Santana, 18, 3º ano, do CPM Luiz Tarquinio, agradeceu pela ação. “É muito bom poder fazer este teste de forma gratuita na escola, porque custa muito caro para fazer em laboratórios”.

A iniciativa é desenvolvida pelas secretarias estaduais da Educação (SEC) e da Saúde (SESAB), com a aplicação de testes do tipo RT-PCR, que serão analisados pelo Laboratório Central de Saúde Pública (LACEN). Para a realização dos exames, é exigido dos profissionais o uso dos Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e todos aqueles que forem fazer o teste devem usar máscara de proteção. As unidades escolares são preparadas com a higienização do local e disponibilização de álcool em gel e pias com sabão para a lavagem das mãos.

Testagens -
Os testes RT-PCR já foram aplicados nas comunidades escolares de 18 escolas da Liberdade e região, de 28 do Subúrbio Ferroviário de Salvador e de 21 de Cajazeiras e região.  No interior, foram aplicados testes rápidos em estudantes, professores e funcionários da rede estadual nas cidades de Itajuípe, Itabuna, Ilhéus, Ipiaú, Uruçuca e Jequié.

Tags: teste Bahia BA Escolas Estaduais Governo da Bahia Coronavirus