Escola de Gurupi (TO) é a vencedora do Prêmio Gestão Escolar



A votação aconteceu no Hotel Golden Tulip, com transmissão ao vivo pelo Canal Futura. Na cerimônia de entrega do prêmio, no Arcádia Recepções, a diretora Adriana da Costa Pereira Aguiar recebeu o diploma das mãos do secretário executivo do MEC, que representou o ministro Fernando Haddad.


Assista aos vídeos do Jornal Futura sobre as escolas finalistas e acompanhe o momento do anúncio da vencedora:


Parte 1



Parte 2



Parte 3




Votaram cem educadores de escolas e instituições de ensino, além de gestores da educação, de Pernambuco, estado anfitrião do evento. Além do Tocantins, concorreram ao título instituições de ensino dos estados do Amazonas, Ceará, Goiás, Roraima e Santa Catarina.



Emocionada, Adriana disse que vencer o Prêmio Gestão Escolar é uma grande responsabilidade. "Nosso trabalho não acaba com o prêmio. Ao contrário. Temos que redobrar esforços para continuar proporcionando uma educação de qualidade para todos", afirmou a diretora.



Antes de votar, eles acompanharam o seminário conduzido pelo professor de teologia e psicologia Luiz Schettini Filho, que falou sobre a relação professor-aluno. Em seguida, os educadores assistiram a vídeos produzidos pelo Canal Futura e leram um livro editado pelo Consed sobre cada uma das seis finalistas.




A cerimônia de premiação, na segunda-feira, 7/11, contou com a presença de todos os diretores selecionados como destaques em seus estados. Pela primeira vez, delegações estaduais formadas por equipes de escolas participaram da programação de premiação. Estiveram em Pernambuco comitivas dos estados do Amazonas, da Bahia, do Piauí e de Roraima.


Saiba mais sobre a Escola Referência Brasil



A instituição de ensino atende 288 estudantes de  Ensino Fundamental (6º ao 9º ano) e da Educação Infantil. O corpo docente conta com 11 professores. O Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) apresentado em 2007 foi de 3,7. Em 2009, pulou para 5,1.


Contextualização da escola


A escola foi fundada em 1973, já tendo atendido Educação Infantil, Ensino Fundamental (séries iniciais e finais), Educação de Jovens e Adultos (1º e 2º segmentos) e Educação Especial. Embora localizada na área central e comercial do município de Gurupi, a clientela é formada por jovens oriundos de outros bairros, a maioria de baixa renda e vivendo em situação de risco.


Contando com uma boa infraestrutura física, a escola desenvolve um projeto pedagógico pautado na discussão coletiva, envolvendo seus vários segmentos. Considerando a realidade dos alunos, tem implementado um currículo baseado em projetos e atividades extracurriculares. Suas práticas deixam transparecer a ideia de que sua função social, como escola, é direcionar ações que visem à formação integral do aluno para lhe permitir atuar como agente transformador da realidade.


Possui uma equipe pedagógica que, desde 2008, vem sofrendo alterações mínimas em sua composição, bem como poucas transferências e admissão de novos alunos. Em 2009, alcançou a meta do Ideb prevista para o ano de 2011.


Gestão de Resultados Educacionais


Os resultados alcançados pelos alunos são analisados no bimestre, no  semestre e durante o ano letivo, de maneira articulada a ações pedagógicas que podem ser mantidas ou alteradas. A escola analisa os resultados das avaliações internas e externas (Prova Brasil), redirecionando, assim, seu fazer pedagógico, além de aumentar o nível de compromisso da coletividade em relação aos resultados obtidos pelos alunos.


A escola tem desenvolvido uma forma própria para trabalhar casos de alunos de baixo rendimento – Metodologia de Ensino por Bloco de Disciplinas – que permite ações de intervenção junto a eles. Tais ações mostram-se relacionadas à análise dos avanços e desafios que influenciam o rendimento, sendo desenvolvidas nos seis conselhos de classe realizados durante o ano letivo.


Recentemente a escola alcançou índice zero na evasão. O resultado foi alcançado a partir do controle da freqüência dos alunos, por meio de ações diversas como monitoramento diário, visitas domiciliares, encontros entre alunos e ex-alunos, atendimentos individuais e coletivos.


Gestão Participativa


A instituição de ensino tem procurado mobilizar representantes dos vários segmentos da comunidade para discutir e validar as grandes linhas definidas em seu projeto pedagógico, por meio de reuniões e produção de instrumentos de avaliação, propiciando análise coletiva dos resultados alcançados.



Os planos de ação são avaliados coletivamente e seus resultados são traduzidos em gráficos socializados com a equipe gestora, em reuniões realizadas sistematicamente às quartas-feiras. A participação dos pais é documentada em registros que ficam à disposição deles e dos professores. Por sua vez, os índices de satisfação dos pais, alunos, professores e demais servidores são diagnosticados semestralmente por meio de instrumentos sistematizados.


A atuação dos colegiados – Grêmio Estudantil, Líderes de Turmas e Associação de Pais e Mestres – contribui ativamente na reestruturação, execução e avaliação do projeto pedagógico, bem como para todos cooperarem e se sentirem corresponsáveis pelos resultados educacionais.


Gestão de Serviços e Recursos


A escola utiliza mecanismos diversos para organizar e atualizar os registros escolares, de maneira a garantir um atendimento ágil e eficiente aos pais, alunos, professores e demais servidores, bem como as instâncias do sistema de ensino. Além disso, desenvolve ações visando a incentivar o uso das instalações, equipamentos, materiais pedagógicos e tecnológicos de maneira apropriada. Para tanto, conta com o envolvimento efetivo dos alunos, de maneira que estes se sintam corresponsáveis pelos diversos meios que lhe são disponibilizados cotidianamente.


No processo de captação de recursos, a escola promove atividades diversas – festa junina, festa à fantasia, Halloween, festa dos professores (patrocinada pelos comerciantes do município) e campanhas beneficentes. A prestação de contas da gestão dos recursos financeiros é apresentada à comunidade escolar por meio de livro da Associação de Pais e Mestres, mural e livros de ata.


O prêmio


O Gestão Escolar é um prêmio que estimula iniciativas exitosas na Educação Básica pública. Podem participar instituições de ensino da Educação Infantil, Ensino Fundamental e/ou Médio) das redes públicas estaduais e municipais de todo o país. Após a etapa das inscrições, os comitês estaduais avaliaram as escolas inscritas e escolheram as representantes de cada um dos estados para a etapa nacional.


Depois da seleção estadual, representantes dos parceiros do Prêmio formaram um comitê nacional, que avaliou a escola representante de cada estado e selecionou as seis instituições de ensino que concorrem ao título “Escola Referência Brasil”.


As seis finalistas recebem  um diploma de “Destaque Nacional” e as escolas selecionadas em cada um dos estados recebem um diploma de “Destaque Estadual”. Aos seus diretores, por meio de uma parceria com a Embaixada dos Estados Unidos, é oferecida uma viagem de intercâmbio de experiências aos Estados Unidos, onde vão conhecer escolas públicas americanas.


Este ano, aumentou o valor da premiação:  além dos R$ 30 mil destinados à vencedora, as finalistas recebem R$ 10 mil. Já as escolas selecionadas como “Destaques Estaduais” ganham  R$ 6 mil cada. Além disso, para divulgar as ações do Prêmio em todo o país, agora existe uma adesão formal das Secretarias Estaduais de Educação ao Prêmio.


Criado em 1998, o Prêmio Gestão Escolar é uma iniciativa conjunta do Conselho Nacional de Secretários de Educação – Consed, da União Nacional de Dirigentes Municipais de Educação – Undime, da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), do Ministério da Educação (MEC), da  Fundação Roberto Marinho, da Embaixada dos Estados Unidos no Brasil, do Instituto Unibanco, do Instituto Razão Social (RS), do Grupo Gol, do Todos Pela Educação, da Fundação Itaú Social, da Gerdau e do Movimento Brasil Competitivo (MBC).


Finalistas


Escola Municipal Albérico Antunes de Oliveira (Manaus/AM)

Diretora: Viviane Rocha Miranda


Escola de Ensino Médio Maria Dolores Petrola (Arneiroz/CE)

Diretor: Francisco Leirismar Feitosa de Oliveira

Es

Escola Estadual José Pontes de Oliveira (Bela Vista de Goiás/GO)

Diretora: Roberta Martins de Lima


Escola Estadual Princesa Isabel (Boa Vista/RR)

Diretora: Nádia David dos Santos


Centro de Educação Infantil Municipal Raio de Sol (Joinville/SC)

Diretora: MarleneTerezinha Zimmer Malschitzky


Escola Estadual Presidente Costa e Silva (Gurupi/TO)

Diretora: Adriana da Costa Pereira Aguiar


Escolas Destaques Estaduais


AC – Escola de Ensino Fundamental Clínio Brandão

(Rio Branco)

Diretora: Jaqueline de Oliveira Guimarães


AL – Escola Estadual Dr. Jorge de Lima

(União dos Palmares)

Diretora: Roseane Ferreira Vasconcelos


BA – Escola Municipal do Parque São Cristovão Prof. João Fernandes da Cunha (Salvador)

Diretora: Janesmare Ferreira dos Reis


ES – Escola Estadual de Ensino Fund. e Médio Antônio dos Santos Neves (Boa Esperança)

Diretora: Adriana Bonatto Merlo


MA – Centro de Ensino Oscar Galvão

(Pedreiras)


Diretora: Imirene de Araújo Vieira


MG – Escola Estadual Dom Pedro I

(Machado)

Diretora: Adriana Lemos Caixeta Vieira


MS – Escola Estadual Waldemir Barros da Silva

(Campo Grande)

Diretora: Ernângela Maria de Sousa Calixto


MT – Escola Estadual Professora Renilda Silva Moraes (Rondonópolis)

Diretora: Maria Clélia Juliani Lempke


PB – Escola Municipal Rosa Figueiredo de Lima

(Cabedelo)

Diretora: Rosa Maria Viana do Amaral


PE – Ginásio de Limoeiro Arthur Correia de Oliveira

(Limoeiro)

Diretora: Ana Lúcia Ramos de Amorim Aragão


PI – Centro Est. de Ens. Fund. de Tempo Integral Profº Raldir Cavalcante Bastos

(Teresina)

Diretor: Carlos Eduardo Soares Rodrigues


PR – Colégio Estadual Helena Kolody

(Terra Boa)

Diretora: Maria Regina Machado Colonello


RJ – Centro  Integrado de Agropecuária José Francisco Lippi (Teresópolis)

Diretora: Katiúscia Cristina Vargas Antunes


RN – Escola Estadual Antonio Carlos

(Caraúbas)

Diretora: Luzinete Jerônimo Fernandes


RO – Escola Estadual de Ensino Fundamental Helio Neves Botêlho (Porto Velho)

Diretor: Nilson Gonçalves Vieira


RS – Escola Municipal de Ensino Fundamental Espirito Santo (Horizontina)

Diretora: Janete Pasini Schacht


SE – Escola Reunida Oratório Festivo São João Bosco

(Aracaju)

Diretora: Geni De Marco


SP – Escola Estadual Deputado José Costa

(Serrana)

Diretora: Solange Navarro Fabbri


Foto anúncio da vencedora: Ricardo Ramos

Fotos da escola: arquivo da escola

Ascom/Consed

Acompanhe no facebook

Copyright © 2014. Consed - Conselho Nacional de Secretários de Educação. Desenvolvido por ConsisTI