Jovens Embaixadores brasileiros se encontram com Hillary Clinton





O encontro aconteceu nesta quarta-feira (25), no Departamento de Estado norte-americano, em Washington, em comemoração aos dez anos do Programa Jovens Embaixadores. Os 45 estudantes seguiram para os Estados Unidos em 6 de janeiro e retornam neste domingo (29).


Confira aqui o vídeo do encontro com Hillary Clinton.


Conheça o perfil dos Jovens Embaixadores.


Visite o Facebook dos Jovens Embaixadores.


Durante o intercâmbio, os Jovens Embaixadores passam uma semana em Washington DC, participando de reuniões com autoridades, visitando monumentos históricos, museus e outras organizações. Nas duas semanas seguintes, o grupo é dividido e cada sub-grupo vai para um estado norte-americano (Carolina do Norte, Washington, Montana, Oklahoma e Ohio) para conviver com uma família que os hospeda voluntariamente.


A programação também inclui assistir aulas em uma escola de ensino médio (“high-school”) onde, além de conhecerem a rotina do jovem estudante norte-americano, têm a oportunidade de fazer apresentações sobre o Brasil e desenvolver um plano de ação para o fortalecimento do seu projeto de voluntariado no Brasil.


O programa


Podem se candidatar apenas alunos de escolas públicas, de 15 a 18 anos, com boa fluência em inglês e excelente desempenho escolar. Eles também precisam estar engajados em pelo menos uma iniciativa de responsabilidade social e pertencer a famílias de baixa renda, dentre outros requisitos.


Nesta edição, mais de sete mil estudantes de ensino médio da rede pública de todos os estados brasileiros competiram por uma das vagas. O programa foi criado no Brasil e já foi replicado para 25 países. Desde o lançamento, 249 estudantes  já representaram o Brasil nos EUA como Jovens Embaixadores.


O Programa Jovens Embaixadores foi criado no Brasil em 2002. Hoje, é replicado em 25 países. Os parceiros da Embaixada dos EUA na iniciativa são: Conselho Nacional de Secretários de Educação (Consed); FedEx; MSD;  Dow Brasil;  Microsoft; Bradesco; Carlson Wagonlit Travel; United Airlines e Centros Binacionais. Além desses, Nike e IBM tornaram-se parceiros do programa a partir desta edição.


Íntegra do pronunciamento traduzido de Hillary Clinton:


“Estamos muito entusiasmados por tê-los aqui. Eu gostaria de ter tempo para ouvir sobre todas as aventuras que têm vivido, como parte deste programa. Mas vocês são embaixadores. É assim que nós os enxergamos– jovens embaixadores. E porque valorizamos muito a relação entre o povo brasileiro e o povo americano, contamos com vocês para continuar alcançando suas ambições e desenvolvendo suas habilidades, no sentido de dar uma contribuição ao Brasil e também para promover as relações entre os dois países.


É um momento formidável para ser um jovem brasileiro. Quando eu olho para as mudanças que aconteceram, provavelmente não há nenhum país no mundo que tenha criado mais oportunidades para mais pessoas. E vocês vêm de todo este grande e belo país. Cada um de vocês é único, cada um tem seus próprios sonhos, e o fato de lutarem por esta oportunidade e depois conquistarem um lugar para vir, eu penso, é um grande reconhecimento para vocês. Mas é também uma responsabilidade, porque nós sabemos que vocês têm um grande futuro pela frente.


Esperamos que mantenham contato com as pessoas que conheceram aqui e entre vocês, uma nova rede de jovens brasileiros, e também que recebamos notícias ‘de’ e ‘sobre’ no decorrer dos anos. Então, novamente, bem-vindos ao Departamento de Estado. Eu vou sentar ali, pois vamos tirar uma foto. Vocês estão todos ótimos. Então, a foto ficará para a posteridade.


Finalmente, além das grandes oportunidades que vocês tiveram, esperamos que mais jovens americanos vão para o Brasil. Queremos que este seja uma via de mão dupla bastante ativa. E, de fato, mais pessoas estão vindo do Brasil para os Estados Unidos, tanto que eu tive de colocar mais pessoas para emitir os vistos, porque há muito interesse. E há um grande interesse por parte de pessoas menores de 18 anos. Assim, quero encorajar mais jovens americanos a irem ao Brasil. Espero que vocês compartilhem suas idéias sobre como nós podemos fazer mais. Os nossos presidentes – Obama e Dilma – têm trabalhado para criar mais intercâmbios educacionais, mais intercâmbios para jovens, mas eu estou olhando para vocês como os especialistas que nos dirão o que mais podemos fazer, que funcionará para criarmos essa supervia entre os nossos países.

Então, novamente, sejam bem-vindos e obrigada.”


Texto:Ascom/Consed

Foto: Departamento de Estado dos EUA

26/01/2012

Acompanhe no facebook

Copyright © 2014. Consed - Conselho Nacional de Secretários de Educação. Desenvolvido por ConsisTI