Projeto Tosco

Depois da capacitação, os coordenadores serão multiplicadores do tema em suas unidades escolares.





O objetivo do encontro é orientar as escolas na criação de um plano de ação na utilização do livro “Tosco” com os adolescentes do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e do 1º ano do ensino médio na utilização, que visa diminuição da violência. Na programação, palestras e dinâmicas que servirão de base para a construção do plano e do compromisso que cada escola assumirá. Ao final do projeto, os melhores planos de ação serão premiados.


“A orientação que nossos coordenadores receberão durante a formação é fundamental. Esse trabalho sempre foi um anseio nosso e agora encontramos o material necessário para o correto desenvolvimento. A prevenção é a principal ferramenta que temos, com o Projeto Tosco em Ação atingiremos nossa meta de diminuir a violência e a evasão, que muitas vezes é ocasionada pela falta de apoio e compreensão aos estudantes”, explicou secretária de Estado de Educação, Maria Nilene Badeca da Costa.




O Projeto Tosco em Ação Combatendo a Violência nas escolas da Rede Estadual de Ensino surgiu do livro “Tosco”, escrito pelo filósofo, psicólogo e professor universitário Gilberto Mattje. O livro foi distribuído inicialmente para cerca de 130 mil estudantes da Rede Estadual, mas a meta é alcançar ainda mais adolescentes. Assim que chegou às mãos dos adolescentes o livro virou febre, especialmente nos estudantes do 8º e 9º ano do ensino fundamental e, de acordo com uma pesquisa da editora feita com professores que utilizaram o livro em sala de aula, foi detectada a diminuição da agressividade em 35% de seus estudantes e melhoria geral de 92%.


De acordo com o autor, “o livro nasceu da percepção da dificuldade em lidar com o tema da violência  em suas diferentes formas com os jovens adolescentes. A maioria dos materiais paradidáticos que se propõe a abordar o tema, apenas fornecem informações, outros dão broncas ou conselhos. A ideia do livro Tosco é interagir com o adolescente de forma que este se identifique com a história, se veja em algum dos personagens e consiga rever suas atitudes, especialmente aquelas que significam um boicote a própria felicidade”.


O Projeto Tosco é indicado para os próprios adolescentes, pais, educadores, psicólogos e a todos que se interessam por educação de adolescentes e lidam com ela. Para dona Elza, mãe de uma estudante que teve contato com o livro Tosco, o projeto deu mais ânimo à vida da filha: “Ela se corrigiu e em relação às oportunidades ela tem muito desejo de estudar e ser alguém na vida, então ela me falou que a partir do momento que leu esse livro ela vai agarrar as oportunidades com ainda mais garra”, explicou.


Antes de ministrar a palestra “Violência entre os Jovens: Etiologias Psicológicas e Abordagem”, Gilberto Mattje disse que quer chegar à velhice podendo olhar para trás e ter a certeza de que tudo o que fez valeu a pena. “Chorei hoje quando cheguei, isto para mim é a realização de um sonho. Tenho um garoto dentro de mim que nunca vai embora e esse garoto sonha com um mundo melhor, um mundo diferente”, contou emocionado.


O foco do trabalho do autor é nos adolescentes. O que leva um adolescente a ser algo destrutivo? Como tratar esse adolescente? Qual a abordagem e o que fazer com ele são questões sempre pensadas por Gilberto Mattje. Para ele, “a adolescência é uma linha de fronteira que divide a nossa vida, é nela que nasce o bom herói, que aquele que dá certo, aquele que constrói ou o anti-herói, aquele que se destrói e destrói a vida. É um momento importante, cheio de definições”.


Os estudantes da Escola Estadual Polo Profª Evanilda Maria Neres Cavassa, que atende os internos das Unidades Educacionais de Internação (UNEIs) foram uma dos primeiros jovens que trabalharam com o Tosco. Segundo a professora Lilian Cristina e Silva, “o Tosco é um livro de linguagem acessível ao adolescente, abrange a realidade deles, trabalha vários temas sociais e trouxe para a sala de aula reflexão, pensamentos de mudança e alterações positivas de comportamento em relação aos seus colegas e professores. Para um estudante da instituição, “a linguagem do livro é fácil de entender e o tema é bem próximo da realidade. A partir dessa leitura é possível o indivíduo mudar de vida estudando, conhecendo várias pessoas e também ajudando”.


A narrativa simples e direta nos coloca diante de cenas vividas no cotidiano de muitos jovens adolescentes de hoje. Sua realidade vai se descortinando aos poucos e por meio do personagem principal, Tosco, aborda problemáticas psicossociais próprias deste período crucial do desenvolvimento da personalidade, que por sua importância serve de organizador e revelador das vivências infantis.


Estudante Consciente MS sem Drogas


Amanhã, a partir das 13h30, a Secretaria de Estado de Educação apresentará o Programa Estudante Consciente MS sem Drogas, que visa orientação e prevenção do uso de drogas pelos estudantes. O projeto começará nos maiores municípios do Estado e naqueles que estão na linha de fronteira com o Paraguai e a Bolívia.  De acordo com Nilene Badeca, “20.4% dos estudantes da rede pública de ensino de Campo Grande já experimentaram algum tipo de droga psicotrópica e é importante o trabalho preventivo, mas que para ele dar certo a participação e o envolvimento da família é fundamental”.


Ascom/SED/MS

Acompanhe no facebook

Copyright © 2014. Consed - Conselho Nacional de Secretários de Educação. Desenvolvido por ConsisTI