Abertas as inscrições para a Olimpíada de Língua Portuguesa




Maria Nilene destacou os cursos de formação para a olimpíada. “Acredito que o diferencial desta olimpíada é a possibilidade de uma formação para os professores que dela participam”, disse. A presidente também apontou a importância da competição. “A olimpíada consegue ampliar e aprimorar o conhecimento da língua portuguesa, valorizando a escrita e a leitura, que são fatores fundamentais para o desenvolvimento do cidadão”, concluiu.


O ministro Aloizio Mercadante citou Fernando Pessoa, ao ressaltar a importância da língua portuguesa como apoio a outras disciplinas: “a minha pátria é a língua portuguesa”.


Nas próximas semanas, ocorrerão lançamentos regionais nas cidades de Goiânia (30/03), Curitiba (03/04), Belo Horizonte (10/04), Fortaleza (13/04), Salvador (18/04) e Belém (24/04).


A Olimpíada de Língua Portuguesa Escrevendo o Futuro é uma iniciativa do MEC e da Fundação Itaú Social, com coordenação técnica do Cenpec. Tem como parceiros na execução das ações: Consed, Todos pela Educação, Canal Futura e Undime.


Etapas


Com metodologia de trabalho articulada aos conteúdos previstos nos programas oficiais, o projeto é mais que um concurso de textos, já que realiza ações de formação de professores para atividades com gêneros de escrita.


Uma das principais novidades para este ano é que todo o processo de inscrição, envio e seleção de textos, em todas as etapas, será feito pela página da Comunidade Virtual Escrevendo o Futuro. Mesmo professores que participaram de edições anteriores e que já estejam cadastrados na Comunidade Virtual deverão fazer sua inscrição. O prazo vai de 19 de março a 25 de maio.


Podem participar todos os professores de língua portuguesa que esteja mlecionando nas escolas públicas brasileiras, em 2012 – sejam elas mantidas pelos governos federal, estaduais ou municipais.


Ao realizar a inscrição, o professor estará automaticamente cadastrado na Comunidade Virtual, tendo acesso às coleções didáticas da Olimpíada – livros de orientação, coletâneas de textos e CDs - desenvolvidas especialmente para o projeto. Também poderá participar de cursos de formação online via internet, além de começar a receber a revista Na Ponta do Lápis, uma publicação periódica com artigos, entrevistas, textos literários, análise de produção de alunos e relatos de prática docente.


Para que o professor possa participar do concurso, mesmo que tenha se inscrito, é preciso que a secretaria estadual ou municipal de educação – dependendo da rede à qual esteja vinculado - faça a adesão ao projeto, o que deverá ser providenciado no mesmo período de inscrições.


Prêmios


Nas oficinas regionais, alunos e professores ganham bônus para adquirir livros e os 20 vencedores – alunos, docentes e suas escolas – recebem prêmios especiais. Os 20 professores e os 20 estudantes ganham medalhas, notebook e impressora. As escolas às quais pertencem ganham dez microcomputadores, um projetor multimídia, telão de projeção e livros.


Temática


A Olimpíada trabalha com um gênero específico e apropriado para cada série: poema com 5º e 6º anos (ou 4ª e 5ª séries) do ensino fundamental; memórias com 7º e 8º anos (ou 6ª e 7ª séries) do ensino fundamental; crônica com 9º ano (8ª série) do ensino fundamental e 1º ano do ensino médio; artigo de opinião com 2º e 3º anos do ensino médio.


Em 2010, o projeto superou a marca de sete milhões de alunos da educação básica e de 239 mil professores participantes em mais de 60 mil escolas públicas.


Para inscrições e mais informações, clique aqui.


Foto: Joyce Alcantra/Consed


Texto: Ascom/Consed com informações Cenpec

Acompanhe no facebook

Copyright © 2014. Consed - Conselho Nacional de Secretários de Educação. Desenvolvido por ConsisTI