NOTÍCIAS

Alagoas 11:18, 11 ago 2021 Alunos da rede estadual destacam o poder transformador dos estudos

Alunos da rede estadual destacam o poder transformador dos estudos

João, Júlia, Mateus, Andressa e Eduarda são referências em suas comunidades escolares

“Queremos que os outros alunos vejam e abracem seus potenciais diante de tantas oportunidades que cada dia nos traz”. As palavras de Júlia Domingues mostram que, mesmo em meio aos obstáculos impostos pelo mundo, o jovem nunca deve parar de sonhar como também buscar concretizar o que deseja. Nesta reportagem especial na Secretaria da Educação (Seduc) em comemoração ao Dia do Estudante, conheceremos as histórias de Júlia, seu irmão Mateus, João Victor, Andressa e Eduarda. Todos eles alunos da rede estadual que buscam viabilizar seus sonhos, mas também inspiram todos ao seu redor.

Em março deste ano, Júlia e seu irmão gêmeo Mateus estiveram entre os representantes alagoanos da mais prestigiosa feira de iniciação científica do país, a Feira de Ciências e Engenharia da Universidade de São Paulo (Febrace-USP), onde apresentaram o projeto Coresi, uma linha de cosméticos a partir de resíduos do coco.  Desenvolvido quando eram alunos da Escola Estadual Théo Brandão e sob a orientação da professora Tatiane Omena, eles também foram destaque no Encontro Estudantil da Rede Estadual de 2020.

Júlia Domingues aluna da Théo Brandão fotos cortesia

“Participar da Febrace trouxe uma sensação de empoderamento muito grande  não só para o nosso projeto de sustentabilidade, mas também para nós mesmos como alunos de escola pública. Foi uma experiência que nos proporcionou aprendizados que serão sempre guardados  não só como estudantes, mas também seres humanos”, contam os irmãos.

Toque de Midas

A lenda do Rei Midas, que tudo que tocava virava ouro, parece ilustrar a trajetória de João Victor Silva dos Santos, aluno do 9º ano da Escola Estadual Padre Cabral. No entanto, ao contrário do monarca, o ouro não é fruto de maldição, mas consequência de talento para os números, maturidade e abnegação de um jovem campeão olímpico que é orgulho para sua família e comunidade escolar.

A sua trajetória vitoriosa inclui ouro nas edições 2019 da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP) e Olimpíada Alagoana de Matemática (OAM); edição 2021 do Concurso Canguru de Matemática e da Olimpíada Brasileira de Astronomia e Astronáutica (OBA), além do bronze na OBMEP 2019 e na Olimpíada Brasileira de Matemática (OBM) 2020.

joao 1 min

Já focado em novas conquistas, o hexa medalhista é uma referência para seus colegas de escola e diz que o apoio da família e da escola é fundamental nas conquistas. “A nossa escola tem como lema o aluno protagonista e fico muito feliz em poder ser inspiração para o protagonismo estudantil. Os professores sempre nos apoiam e nos orientam em todos os projetos”, relata João.

Mentes criativas

Se existe uma palavra que define as estudantes Andressa Pereira e Eduarda Pimentel é inquietação. Seja por meio do teatro ou da produção de podcasts, as alunas da 3ª série do ensino médio integral da Escola Estadual Graciliano Ramos, de Palmeira dos Índios, buscam sempre novas alternativas de se expressarem.

Como integrantes do grupo teatral escolar “Os loucos também amam” – coordenado pelo professor Anderson Gomes-, participaram da peça “Heróis da Ciência”, premiada na edição 2019 da Experiment-AL  e no VI Encontro de Iniciação Científica do Instituto Federal de Alagoas (Ifal), campus Palmeira.

Já em dezembro de 2020, junto com os colegas Ranyara Oliveira e Kaio Matias, também foram premiadas no Desafio Criativos da Escola – iniciativa do movimento global Design for a Change  que estimula o desenvolvimento de ações transformadoras. A premiação decorreu do projeto News Podcast, onde o grupo produziu diversos podcasts informativos e formativos. Esse ano, a incansável dupla está na produção do podcast “Dando Trela”.

Para Eduarda, participar desses projetos trouxe não só mais conhecimento, mas a descoberta de um potencial desconhecido. “Quando entrei na escola, era muito introvertida e, por sugestão de alguns amigos, acabei me envolvendo com o teatro e outras ações no âmbito das comunicações. Foi uma experiência que proporcionou uma mudança enorme em minha vida e me mostrou o que realmente é protagonismo”, avalia.

Andressa sentada de azul eus colegas e o professor Anderson em evento de 2019 fotos cortesia

Os projetos escolares também despertaram em Andressa novos talentos. “Consegui desenvolver habilidades de oratória de forma surpreendente e meu lado criativo e formativo evoluiu bastante”, observa. Para ela, todo mundo possui um dom específico, basta investir nele. “Com o apoio de sua família e de seus professores, você vai desenvolver esse talento e usá-lo em prol da sociedade”, orienta.


Tags: Portal Alagoas AL Dia do Estudante