NOTÍCIAS

Projetos e Premiações 10:24, 12 mar 2020 Bibliotecários do Tocantins falam de seus projetos para promover a leitura nas escolas

Prof. Chalerte promove várias ações na biblioteca para aproximar os alunos dos livros Na Escola Estadual Maria dos Reis, a biblioteca se transforma em sala de aula Bibliotecária Maria de Lurdes está sempre atenta para ajudar os estudantes
Foto: Elias Oliveira/Governo do Tocantins

Josélia de Lima/Governo do Tocantins

No auge das redes sociais, cresce a importância do bibliotecário das escolas, que promovem projetos e apostam em iniciativas para atrair a atenção dos estudantes para as bibliotecas escolares e para as diversas ações de promoção da leitura. Os bibliotecários das escolas estaduais trabalham com uma parceria com os professores de língua portuguesa.

Na Escola Estadual Maria dos Reis, em Taquari, a biblioteca conta com mais de três mil títulos e entre as ações realizadas pela bibliotecária Gislene Amorim de Souza e sua colega, a professora Maria de Fátima Morais, estão atividades como Café Literário e Cantinho da Leitura.

“Nossa biblioteca sempre está cheia, os professores agendam horários para a prática da leitura”, destacou Fátima. A professora de língua portuguesa Chalerte Cavalcante Farias explicou que, neste ano, estabeleceu metas com seus alunos, que é ler um livro por semana. “Então, trazemos os estudantes para a biblioteca para eles terem mais contato com os livros, eles leem e depois, na sala de aula, promovemos as rodas de conversa e produções textuais. Nesta semana, estamos estudando as obras de José de Alencar”.

O estudante Wallacy Ferreira dos Santos, 16 anos, da turma do 9º ano do ensino fundamental, lembrou que a leitura ajuda a ampliar o vocabulário.

A estudante Bianca Vitória, 16 anos, ressaltou a importância dos livros. “Com a leitura aprendemos a nos comunicar melhor”. Já a estudante Poliana Borges, 16 anos, contou que está buscando ler mais para se preparar melhor para as avaliações externas. “Estabelecemos metas de leitura, estamos nos esforçando para cumprir. A leitura amplia horizontes”, comentou.

Experiências da Escola Novo Horizonte

Na Escola Estadual Novo Horizonte, a bibliotecária Maria de Lurdes Almeida Barbosa vai à procura dos estudantes quando eles deixam de frequentar a biblioteca, denominada Progresso Estudantil.

A Escola Estadual Novo Horizonte conta com 1.400 estudantes e a biblioteca tem cerca de 16 mil títulos. Para incentivar a leitura, a escola promove premiações para os estudantes que mais leem. Além disso, os professores têm a mala de leituras, que levam para as salas de aula como forma de incentivar o contato dos estudantes com os livros, com os diversos gêneros literários.

“Cuidamos para que a nossa biblioteca seja um ambiente que ofereça conforto e seja agradável para os alunos. E sempre estou atenta para ajudar cada estudante que precisa de um livro”, frisou Maria de Lurdes.

A estudante Glaucia Dias Ribeiro, 15 anos, aluna do 9º do ensino fundamental, contou que aproveita as oportunidades de leitura para melhorar o vocabulário e ampliar o conhecimento sobre o mundo.

Dia do Bibliotecário

O Dia do Bibliotecário foi instituído, no Brasil, pelo Decreto nº 84.631, de 12 de abril de 1980, que determinou dia 12 de março, data que celebra o nascimento do primeiro bibliotecário concursado do País, o escritor e poeta Manuel Bastos Tigre.

Manuel tinha formação em engenharia. Em 1906, ele fez um aperfeiçoamento nos Estados Unidos e lá conheceu o bibliotecário Melvil Dewey, que instituiu o Sistema de Classificação Decimal. Manuel tornou-se bibliotecário por vocação. Trabalhou muitos anos na Biblioteca Central da Universidade do Brasil, no Rio de Janeiro.


Tags: TO Projetos e Premiações