Educação realiza Ciclo de Acompanhamento Formativo de implementação do Novo Ensino Médio no interior

Acre

20.05.2022

A Secretaria de Estado de Educação, Cultura e Esportes (SEE), realiza o Ciclo de Acompanhamento Formativo de implementação do Novo Ensino Médio em todos os municípios, com cronograma estendido durante o mês de maio, desde o dia 10.

A equipe da Divisão de Ensino Médio está visitando os núcleos da SEE no interior do estado e se reunindo com os coordenadores e assessores pedagógicos, e também com as equipes gestoras das escolas de ensino médio, para apresentar os planos e documentos norteadores da educação no Acre, como o Plano de Implementação (PLI) e o novo currículo aprovado pelo Conselho Estadual de Educação (CEE), bem como os documentos gerais e nacionais.

Além de apresentar a estrutura do novo modelo de ensino médio às equipes gestoras das escolas que contemplam essa modalidade nos municípios, a SEE busca orientar os professores quanto à estratégia de ensino com os novos componentes curriculares, desenvolvendo ações de apoio ao desempenho dos profissionais.

A implementação do novo currículo segue um plano de ação da Divisão de Ensino Médio, começando pelas formações continuadas a partir de 2019.  A segunda ação é o Ciclo de Acompanhamento Formativo, que está em andamento em todo o estado. Por fim, o terceiro ponto será o monitoramento das ações do Plano de Implementação (PLI), do Programa de Ação de Itinerário Formativo (PAIF) e da Proposta de Implementação do Itinerário Formativo (PIF) que toda escola deve fazer.

“Nós estamos apresentando o currículo novo e alguns dos textos introdutórios, que já passaram por revisão e diagramação. Estamos falando como funciona o PAF, desenvolvendo instruções relacionadas ao Programa de Fomento e Custeio”, afirmou a chefe da Divisão de Ensino Médio da SEE, Danielly Franco de Matos.

O ciclo de acompanhamento formativo se estende com a condução da formação continuada, observando, na prática, o que pode ser feito, de que forma está acontecendo, como são ofertadas as eletivas e o projeto de vida, e se os professores utilizam os materiais indicados, considerando que o Novo Ensino Médio está centrado no protagonismo do aluno e na construção de seu projeto de vida, com o objetivo de prepará-lo para ingressar no mercado de trabalho.

Estão sendo analisados, ainda, temas relevantes para o próximo ciclo de formação, observando a logística de implementação, a demanda de professores, os perfis de professores que podem ser indicados para o projeto de vida e eletivas, se a operacionalidade da grade curricular está funcionando, além de analisar os horários de cinco tempos de 60 minutos e suas necessidades e especificidades.

Em Rio Branco, as formações aconteceram durante os meses de março e abril nas escolas que aderiram este ano ao Novo Ensino Médio e não fizeram parte do projeto piloto.